Informações sobre o álbums
  • editoria:Fotos
  • galeria: Professores fazem manifestações pelo país
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/120314_protestos_professores_album.htm
  • totalImagens: 66
  • fotoInicial: 10
  • imagePath: http://ed.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120329124414
    • greve de professores [29344]; Educação [16614];
Fotos
<b>14.mar.2012</b> - Os professores da rede municipal de Curitiba entraram em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (14) para pedir melhorias salariais e de trabalho. Segundo o Sismmac (Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba), cerca de 80% das escolas estão sem aula hoje e aproximadamente 7 mil docentes e servidores participam de um ato pelas ruas da cidade Franklin de Freitas/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Os professores da rede municipal de Curitiba entraram em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (14) para pedir melhorias salariais e de trabalho. Segundo o Sismmac (Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba), cerca de 80% das escolas estão sem aula hoje e aproximadamente 7 mil docentes e servidores participam de um ato pelas ruas da cidade Franklin de Freitas/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Os professores da rede municipal de Curitiba entraram em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (14) para pedir melhorias salariais e de trabalho. Segundo o Sismmac (Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba), cerca de 80% das escolas estão sem aula hoje e aproximadamente 7 mil docentes e servidores participam de um ato pelas ruas da cidade Franklin de Freitas/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Os professores da rede municipal de Curitiba entraram em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (14) para pedir melhorias salariais e de trabalho. Segundo o Sismmac (Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba), cerca de 80% das escolas estão sem aula hoje e aproximadamente 7 mil docentes e servidores participam de um ato pelas ruas da cidade Franklin de Freitas/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Os professores da rede municipal de Curitiba entraram em greve por tempo indeterminado nesta quarta-feira (14) para pedir melhorias salariais e de trabalho. Segundo o Sismmac (Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba), cerca de 80% das escolas estão sem aula hoje e aproximadamente 7 mil docentes e servidores participam de um ato pelas ruas da cidade Franklin de Freitas/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores de Recife, Pernambuco, fazem um debate sobre o piso salarial como parte da programação da greve nacional de três dias organizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada hoje (14) João Carlos Mazella/Fotoarena/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores de Recife, Pernambuco, fazem um debate sobre o piso salarial como parte da programação da greve nacional de três dias organizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada hoje (14) João Carlos Mazella/Fotoarena/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores das redes municipais e estaduais da Bahia participam da greve nacional de três dias organizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada hoje (14). Segundo a Secretaria da Educação do Estado, a "maioria dos professores" aderiu ao movimento - a rede estadual baiana atende cerca de 1,1 milhão de alunos. O salário para os docentes da Bahia é de R$ 1.187, enquanto o piso nacional é R$ 1.451 Raul Golinelli/Futura Pres Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores das redes municipais e estaduais da Bahia participam da greve nacional de três dias organizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada hoje (14). Segundo a Secretaria da Educação do Estado, a "maioria dos professores" aderiu ao movimento - a rede estadual baiana atende cerca de 1,1 milhão de alunos. O salário para os docentes da Bahia é de R$ 1.187, enquanto o piso nacional é R$ 1.451 Raul Golinelli/Futura Pres Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores das redes municipais e estaduais da Bahia participam da greve nacional de três dias organizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada hoje (14). Segundo a Secretaria da Educação do Estado, a "maioria dos professores" aderiu ao movimento - a rede estadual baiana atende cerca de 1,1 milhão de alunos. O salário para os docentes da Bahia é de R$ 1.187, enquanto o piso nacional é R$ 1.451 Raul Golinelli/Futura Pres Mais
<b>14.mar.2012</b> - Em Santarém, Pará, a paralisação será de apenas um dia, já que a greve de 2011 atrasou o calendário letivo deste ano Martha Costa/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores do Rio de Janeiro fizeram uma paralisação de 24h nesta quarta-feira (14), com manifestação na praça da Cinelândia, no centro Adriano Ishibashi/Frame/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores do Rio de Janeiro fizeram uma paralisação de 24h nesta quarta-feira (14), com manifestação na praça da Cinelândia, no centro Adriano Ishibashi/Frame/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores das redes municipais e estaduais da Bahia participam da greve nacional de três dias organizada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada hoje (14). Segundo a Secretaria da Educação do Estado, a "maioria dos professores" aderiu ao movimento - a rede estadual baiana atende cerca de 1,1 milhão de alunos. O salário para os docentes da Bahia é de R$ 1.187, enquanto o piso nacional é R$ 1.451 Gildo Lima/Agência A Tarde/AE Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista Leandro Moraes/UOL Mais
<b>14.mar.2012</b> - Professores da rede municipal de ensino de SP também fizeram nesta quarta-feira (14) uma manifestação para cobrar do governo uma resposta sobre a Campanha Salarial de 2012. Eles se concentraram na frente da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão e em ruas do centro da capital paulista. Ônibus fica parado no protesto Leandro Moraes/UOL Mais
<b>15.mar.2012</b> - Professores fazem manifestação em Nova Hamburgo, no Rio Grande do Sul, para pedir o pagamento do piso nacional. O protesto faz parte da greve nacional de três dias convocada pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e iniciada ontem (14) Miro de Souza/Agência RBS Mais
<b>15.mar.2012</b> - Os professores da rede estadual do Paraná realizam nesta quinta-feira (15) uma paralisação de 24 horas para exigir reajuste salarial. No final da manhã, 6.000 participaram de uma passeata no centro de Curitiba, segundo a Secretaria de Trânsito da capital Franklin de Freitas/AE Mais
<b>15.mar.2012</b> - Os professores da rede estadual do Paraná realizam nesta quinta-feira (15) uma paralisação de 24 horas para exigir reajuste salarial. No final da manhã, 6.000 participaram de uma passeata no centro de Curitiba, segundo a Secretaria de Trânsito da capital Franklin de Freitas/AE Mais
<b>15.mar.2012</b> - Os professores da rede estadual do Paraná realizam nesta quinta-feira (15) uma paralisação de 24 horas para exigir reajuste salarial. No final da manhã, 6.000 participaram de uma passeata no centro de Curitiba, segundo a Secretaria de Trânsito da capital Giuliano Gomes/AE Mais
<b>15.mar.2012</b> - Os professores da rede estadual do Paraná realizam nesta quinta-feira (15) uma paralisação de 24 horas para exigir reajuste salarial. No final da manhã, 6.000 participaram de uma passeata no centro de Curitiba, segundo a Secretaria de Trânsito da capital Giuliano Gomes/AE Mais
<b>15.mar.2012</b> - No Maranhão, professores da cidade de Santa Inês fizeram um protesto nesta manhã como parte da greve nacional da Educação convocada pelo CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) Wennder Robert/Futura Press Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre. Segundo o Cpers/Sindicato, a Assembleia Legislativa do Estado pretende votar hoje um reajuste salarial para os docentes de 23,51% parcelado em três vezes. O sindicato apresentou uma proposta para que o reajuste seja feito de forma integral em maio e aguarda um retorno dos deputados. Os professores do Estado são os que recebem o menor salário do país: R$ 791 para uma carga horária de 40 horas semanais - o novo valor do piso é R$ 1.451 Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre. Segundo o Cpers/Sindicato, a Assembleia Legislativa do Estado pretende votar hoje um reajuste salarial para os docentes de 23,51% parcelado em três vezes. O sindicato apresentou uma proposta para que o reajuste seja feito de forma integral em maio e aguarda um retorno dos deputados. Os professores do Estado são os que recebem o menor salário do país: R$ 791 para uma carga horária de 40 horas semanais - o novo valor do piso é R$ 1.451 Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre. Segundo o Cpers/Sindicato, a Assembleia Legislativa do Estado pretende votar hoje um reajuste salarial para os docentes de 23,51% parcelado em três vezes. O sindicato apresentou uma proposta para que o reajuste seja feito de forma integral em maio e aguarda um retorno dos deputados. Os professores do Estado são os que recebem o menor salário do país: R$ 791 para uma carga horária de 40 horas semanais - o novo valor do piso é R$ 1.451 Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre. Segundo o Cpers/Sindicato, a Assembleia Legislativa do Estado pretende votar hoje um reajuste salarial para os docentes de 23,51% parcelado em três vezes. O sindicato apresentou uma proposta para que o reajuste seja feito de forma integral em maio e aguarda um retorno dos deputados. Os professores do Estado são os que recebem o menor salário do país: R$ 791 para uma carga horária de 40 horas semanais - o novo valor do piso é R$ 1.451 Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul paralisaram as atividades nesta terça-feira (20) e realizam uma assembleia-geral no centro de Porto Alegre Alexandro Auler/Agência Estado Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede pública do Distrito Federal decidiram manter a greve, iniciada em 12 de março, durante assembleia realizada nesta terça-feira (20). Uma das razões da paralisação é o não cumprimento da equiparação salarial com outras carreiras de nível superior do GDF (Governo do Distrito Federal). O acordo para a isonomia foi feito em abril de 2011, entre o Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e o governo. O docentes do Distrito Federal recebem o maior salário da categoria no país: R$ 2.315 André Sousa Borges/Fotoarena/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede pública do Distrito Federal decidiram manter a greve, iniciada em 12 de março, durante assembleia realizada nesta terça-feira (20). Uma das razões da paralisação é o não cumprimento da equiparação salarial com outras carreiras de nível superior do GDF (Governo do Distrito Federal). O acordo para a isonomia foi feito em abril de 2011, entre o Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e o governo. O docentes do Distrito Federal recebem o maior salário da categoria no país: R$ 2.315 André Sousa Borges/Fotoarena/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede pública do Distrito Federal decidiram manter a greve, iniciada em 12 de março, durante assembleia realizada nesta terça-feira (20). Uma das razões da paralisação é o não cumprimento da equiparação salarial com outras carreiras de nível superior do GDF (Governo do Distrito Federal). O acordo para a isonomia foi feito em abril de 2011, entre o Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e o governo. O docentes do Distrito Federal recebem o maior salário da categoria no país: R$ 2.315 André Sousa Borges/Fotoarena/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede pública do Distrito Federal decidiram manter a greve, iniciada em 12 de março, durante assembleia realizada nesta terça-feira (20). Uma das razões da paralisação é o não cumprimento da equiparação salarial com outras carreiras de nível superior do GDF (Governo do Distrito Federal). O acordo para a isonomia foi feito em abril de 2011, entre o Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e o governo. O docentes do Distrito Federal recebem o maior salário da categoria no país: R$ 2.315 André Sousa Borges/Fotoarena/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede pública do Distrito Federal decidiram manter a greve, iniciada em 12 de março, durante assembleia realizada nesta terça-feira (20). Uma das razões da paralisação é o não cumprimento da equiparação salarial com outras carreiras de nível superior do GDF (Governo do Distrito Federal). O acordo para a isonomia foi feito em abril de 2011, entre o Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e o governo. O docentes do Distrito Federal recebem o maior salário da categoria no país: R$ 2.315 André Sousa Borges/Fotoarena/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede pública do Distrito Federal decidiram manter a greve, iniciada em 12 de março, durante assembleia realizada nesta terça-feira (20). Uma das razões da paralisação é o não cumprimento da equiparação salarial com outras carreiras de nível superior do GDF (Governo do Distrito Federal). O acordo para a isonomia foi feito em abril de 2011, entre o Sinpro (Sindicato dos Professores do Distrito Federal) e o governo. O docentes do Distrito Federal recebem o maior salário da categoria no país: R$ 2.315 André Sousa Borges/Fotoarena/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul acompanham a votação na Assembleia Legislativa do Estado que decidirá se haverá o reajuste de 23,51% dos salários da categoria. O governo quer dar o aumento parcelado em três vezes, enquanto o sindicato pede que o reajuste seja feito em uma única parcela em maio Tárlis Schneider/Acurácia Fotojornalismo/AE Mais
<b>20.mar.2012</b> - Professores da rede estadual do Rio Grande do Sul acompanham a votação na Assembleia Legislativa do Estado que decidirá se haverá o reajuste de 23,51% dos salários da categoria. O governo quer dar o aumento parcelado em três vezes, enquanto o sindicato pede que o reajuste seja feito em uma única parcela em maio Tárlis Schneider/Acurácia Fotojornalismo/AE Mais
<b>27.mar.2012</b> - No Distrito Federal, os professores decidiram continuar a greve e fizeram uma manifestação no Palácio do Buriti, sede do governo local Elza Fiúza/ABr Mais
<b>27.mar.2012</b> - No Distrito Federal, os professores decidiram continuar a greve e fizeram uma manifestação no Palácio do Buriti, sede do governo local Elza Fiúza/ABr Mais
<b>27.mar.2012</b> - No Distrito Federal, os professores decidiram continuar a greve e fizeram uma manifestação no Palácio do Buriti, sede do governo local Elza Fiúza/ABr Mais
<b>27.mar.2012</b> - No Distrito Federal, os professores decidiram continuar a greve e fizeram uma manifestação no Palácio do Buriti, sede do governo local Elza Fiúza/ABr Mais

Professores fazem manifestações pelo país

Veja mais:

Últimos álbuns de Educação

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos