Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2012/06/20/animais-diferentes-exotismo-natural.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120620161037
Fotos
A julgar por certos animais, como o diabo da Tasmânia, o dragão de Komodo, a hárpia e o poraquê, fica a impressão de que, às vezes, a Natureza gosta de ser sobrenatural. São bichos extraordinários, que apresentam características muito particulares. Vamos fazer um curioso safári pelo mundo dos animais exóticos? Página 3 Mais
O camaleão muda de cor para se proteger. E também se mimetiza quando está caçando. Com dedos voltados para a frente e para trás, suas patas agarram com segurança os arbustos e sua língua pode saltar com grande agilidade para agarrar um inseto. É uma das espécies mais interessantes da família dos lagartos. Wikimedia commons Mais
Ele não cospe fogo como o ser da mitologia, mas tem uma língua bifurcada da qual escorre uma baba mortífera e dentes pontiagudos e serrilhados. O dragão de Komodo é um lagarto enorme que vive nas ilhas indonésias e tem um olfato apuradíssimo que usa principalmente para farejar suas presas em potencial. GNU Mais
O diabo da Tasmânia é carnívoro e parece bastante agressivo, mas é um animal tímido. Vive na Tasmânia, uma ilha na Austrália. Ganhou esse nome por causa do rosnado assustador e de suas poderosas mandíbulas. Ficou mais famoso quando foi retratado como Taz, um popular e não muito verossímil desenho animado. Wikimedia commons Mais
A Harpia é uma ave de rapina de rara beleza. Reverenciada como a mãe de todos os pássaros pelas tribos indígenas da floresta amazônica, possui garras maiores que as do urso pardo norte-americano e consegue arrancar um bicho-preguiça de uma árvore sem interromper seu voo. Ainda assim está ameaçada de extinção. Creative commons/Mateus Hidalgo Mais
Conhecidos como lesmas marinhas, os nudibrânquios são pequenos animais extremamente coloridos. A riqueza e a vibração de suas cores servem como proteção contra os predadores, não só indicando seu grau de toxidade, como permitindo que se adaptem ao meio em que vivem e se camuflem com perfeição. Wikimedia commons Mais
Poraquê é o nome popular do peixe elétrico da Amazônia. Seu nome vem da língua tupi e significa "o que coloca para dormir". Para quem é comparado com uma pilha e pode produzir descarga de até 1500 volts, a denominação não podia ser mais apropriada. Saiba mais sobre o elétrico Electrophorus electricus. Wikimedia commons Mais
O tubarão-cobra é um espécime raríssimo que habita as profundezas dos oceanos e conserva as características de seus antepassados mais distantes. A baixa capacidade reprodutora e a ação predadora do homem colocam em risco sua sobrevivência. É um verdadeiro fóssil vivo que está em risco de extinção. Wikimedia commons Mais
"Meriones unguiculatus" é o nome científico dos chamados ratos do deserto e significa pequeno guerreiro com garras. Donos de um temperamento dócil e sociável, os gerbos podem ser adotados como animais de estimação e por seu faro apurado são utilizados para detectar drogas em bagagens nos aeroportos. Wikimedia commons Mais
Encontrados apenas na Austrália e Nova Guiné, os ornitorrincos são mamíferos que pertencem à ordem dos monotremados, da qual também faz parte a equidna. Com o bico semelhante ao de um pato, patas largas e rabo comprido, os ornitorrincos vivem na água, mas colocam ovos em ninhos cavados na terra. Wikimedia commons Mais
A beleza e exuberância das cores tornam o peixe-beta habitante preferido dos aquários. São encontrados nos alagados do sudeste asiático e os machos dessa espécie têm uma característica marcante. São territorialistas, isto é, brigões por natureza e não aceitam intrusos em seu espaço. Mas as fêmeas são bem-vindas. Wikimedia commons Mais

Animais diferentes: exotismo natural

Mais álbuns de UOL Educação x

Últimos álbuns de Educação



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos