UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de

Cotas nas universidades: você é a favor ou contra?

Poucas iniciativas governamentais têm criado tanta polêmica como esta. A implantação do sistema de cotas para afrodescendentes e negros tem produzido manifestações inflamadas e completamente antagônicas. Há os que sustentam as cotas como o início da eliminação de diferenças históricas entre negros e brancos. Há os que dizem que a medida é absurda, pois discrimina ainda mais o negro, fingindo integrá-lo. Outros acham que as cotas devem seguir apenas critério econômico, e não racial. Há também os que acham que não deve haver cota, só o mérito pessoal dos candidatos. Como você se posiciona nesta polêmica?

Leia as redações avaliadas

Elabore uma dissertação considerando as ideias a seguir:

O que é o sistema de cotas?


Fábio R. Pozzebom/ABr

Estudantes assistem aula em uma sala da Universidade de Brasília - UnB (DF)

A política de cotas raciais é uma política de ação afirmativa implantada originalmente nos Estados Unidos. No Brasil, ela visa a garantir espaço para negros e pardos nas instituições de ensino superior.

Hoje, os negros correspondem a apenas 2% do contingente de universitários, apesar de representarem 45% dos brasileiros. Essa política foi adotada inicialmente em universidades públicas do Rio de Janeiro, após a promulgação da Lei nº 3.708, de 9 de novembro de 2001.

Cotas: importância histórica para o país.


"É um marco. É também relevante porque não se trata apenas da reserva de vagas para estudantes negros, mas é, principalmente, uma política de acesso e permanência de estudantes negros na universidade. É, portanto, um conjunto de medidas tomadas de maneira democrática. (...) É o ponto de partida e várias universidades seguirão o mesmo caminho e terão a UnB como uma referência positiva. Assim possibilita-se a formação de técnicos e quadros superiores (...). Essa também é uma forma de acesso da população negra jovem aos escalões de tomada de decisão e ultrapassa a barreira do negro como executor e mão de obra barata".

[Ubiratan Castro de Araújo, Ex- Presidente da Fundação Cultural Palmares, 2004]

Cotas: absurdo total


"Absurda essa política. Se você 'oferece cotas', confirma que o negro é marginalizado e incapaz, por isso precisa de ajuda oficial e paternalista. Reafirma-se a diferença - e não o contrário, que é a necessidade de eliminá-la. A única solução decente para o ingresso democrático da juventude na universidade é lhe dar uma educação de qualidade para que - aí, sim - não haja diferença entre o aluno do colégio público e do colégio "de elite". E o que é a educação pública hoje? Uma calamidade que piora há 40 anos. Então quem discrimina, afinal? Não é o próprio Estado, que não dá preparo digno aos alunos?

[Profa. dra. Márcia Di Roberto, educadora, em palestra proferida na UNIP-SP, em abril de 2008, no curso de Pós-Graduação em Letras]

Gêmeo idêntico é barrado em cota


Os gêmeos Alan e Alex Teixeira da Cunha, univitelinos, sempre foram considerados idênticos por todos que os conhecem.(...) Candidatos ao sistema de cotas para negros da Universidade de Brasília, (...) Alan foi considerado negro. Alex, não. O sistema de cotas na UnB, ao contrário da maior parte dos existentes no país, leva em conta apenas a cor, não a situação financeira do candidato. Na hora da inscrição (...), o candidato a uma das vagas pelo sistema precisa tirar uma foto, que é anexada à documentação. Nenhum dos dois irmãos têm convicção de que o sistema de cotas é bom, mas ambos decidiram tentar porque a nota de corte nas duas áreas é menor entre os cotistas do que entre os demais alunos (...). "Tinha de ser mais para quem precisa", diz Alan. "O que aconteceu só mostra que não funciona."(...)

["O Estado de S. Paulo", 29.5.2007]

Observações


  • Seu texto deve ser escrito em língua portuguesa;
  • Não deve estar redigido em forma de poema (versos) ou narração;
  • A redação deve ter no mínimo 15 e no máximo 30 linhas escritas;
  • Não deixe de dar um título a sua redação;
  • Envie seu texto até o dia 25 de setembro de 2008;
  • Confira as redações avaliadas a partir de 1o de outubro de 2008.

    Elaboração da Proposta


    Márcia Lígia Guidin
  • Tendo como base as ideias apresentadas nos textos acima, os inscritos fizeram uma dissertação sobre o tema Cotas nas universidades: você é a favor ou contra?

    Leia as redações avaliadas
    Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host