UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de novembro de 2013

Experiências com animais e violência em manifestações

No mês de outubro passado, um protesto contra a utilização de cães da raça beagle em testes de laboratório obteve grande repercussão em todo o país, por diversos motivos. Primeiramente, porque a imagem dos cãezinhos resgatados servia para alertar sobre a crueldade praticada contra os animais que, nesse caso, serviriam de cobaias em experimentos para a produção de cosméticos. Em segundo lugar, pela violência programática dos black blocs, que promoveram a depredação do instituto de pesquisa. Depois, soube-se que alguns dos beagles supostamente salvos acabaram abandonados nas ruas de São Roque (SP), onde os fatos sucederam. Além disso, descobriu-se que, entre as pesquisas realizadas com os cães, havia a de medicamentos para tratamento contra câncer. Diante desses fatos e das informações abaixo, desenvolva uma dissertação expondo sua posição sobre: a) o uso de animais em pesquisas e b) a violência em manifestações (em princípio) democráticas.

Leia as redações avaliadas

Elabore uma dissertação considerando as ideias a seguir:

  • Marcello Casal Jr./ABr

    A invasão de um instituto para resgatar animais utilizados em pesquisa gerou grande polêmica no Brasil

Em defesa das cobaias

Para os que se dispõem a soltar animais usados em testes, esse tipo de ativismo não é muito diferente, em essência, do praticado por abolicionistas que organizavam fugas de escravos 150 anos atrás.

As raízes filosóficas desses grupos vêm do "movimento de libertação animal", cujas diretrizes foram feitas na Universidade de Oxford (Reino Unido) e pelo filósofo australiano Peter Singer nos anos 1970.

(...)

O raciocínio de Singer, hoje professor de bioética da Universidade de Princeton (EUA), é simples: muitos dos animais usados na pesquisa biomédica --e como alimento e matéria-prima-- têm capacidade de sentir dor física e emocional. Não haveria quase nenhuma diferença entre eles e os seres humanos.

Seria, portanto, obrigação moral, da parte de criaturas racionais, impedir esse sofrimento. Singer já defendeu, até, que fetos ou recém-nascidos humanos, ou mesmo pessoas em coma irreversível, seriam cobaias mais "moralmente adequadas" do que chimpanzés, por exemplo.

[Folha de S. Paulo]

Comportamento animal

O uso de animais em experimentos científicos é um tema de debate público que pode ser facilmente enredado numa polarização estéril.

Num extremo se aglutina o radicalismo sentimental dos que reputam defensável violar leis e propriedades para "salvar" animais de alegados maus-tratos. No outro, o pragmatismo míope dos que tomam o avanço da pesquisa como um valor superior a justificar qualquer forma de sofrimento animal.

(...) a discussão se emancipou do extremismo irracional. Pesquisadores são grandes interessados em diminuir o uso de animais, porque isso custa caro e expõe seus estudos a questionamentos éticos.

Em alguns casos, porém, tal recurso ainda é inevitável, como testes de carcinogenicidade (capacidade de provocar tumores). Banir todas as cobaias implicaria impedir testes de segurança em novos produtos, muitos dos quais criados para aliviar o sofrimento humano.

[Folha de S. Paulo]

Falta de diálogo

Jane Santos, 35, uma das coordenadoras da ação na sexta contra o Instituto Royal, em São Roque (66 km de SP), disse que a invasão e a retirada de animais foi uma reação "incontrolável" à falta de diálogo com a instituição.

Na madrugada de sexta, ativistas em defesa de animais retiraram 178 cães da raça beagle usados para pesquisas legais. Eles acusam o laboratório de maus-tratos.

O instituto nega a ausência de diálogo e os maus-tratos.

"Foi completamente incontrolável. Temos gravado que advertimos [o Royal], pois estávamos com medo de que o movimento tomasse grandes proporções, como a do Movimento Passe Livre. A nossa ideia era tirar os animais de forma pacífica e com a ajuda de biólogos", disse a ativista.

[Folha de S. Paulo]

O argumento da violência

Uma viatura da PM e dois carros da TV TEM, afiliada da TV Globo, foram incendiados na altura do km 55 da rodovia Raposo Tavares durante um protesto neste sábado (19) contra a utilização de cães da raça beagle em testes de laboratório. Pelo menos uma pessoa ficou ferida e seis foram detidos.

O ato violento foi organizado por black blocs, que se infiltraram na manifestação que ocorria no local, organizada por ativistas de defesa dos animais contra o Instituto Royal, laboratório que usa cães em testes para empresas farmacêuticas.

Observações

Seu texto deve ser escrito na norma culta da língua portuguesa;

Deve ter uma estrutura dissertativa-argumentativa;

Não deve estar redigido sob a forma de poema (versos) ou narração;

A redação deve ter no mínimo 15 e no máximo 30 linhas escritas;

Não deixe de dar um titulo à sua redação.

Envie seu texto até 25 de novembro de 2013.

Confira as redações avaliadas a partir de 2 de dezembro de 2013.

Elaboração da proposta

Página 3 Pedagogia & Comunicação

Tendo como base as ideias apresentadas nos textos acima, os inscritos fizeram uma dissertação sobre o tema Experiências com animais e violência em manifestações

Leia as redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host