UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de junho de 2010

O que é ser homem nos dias de hoje?

Há muito tempo, a mulher deixou de se dedicar exclusivamente aos afazeres domésticos para disputar com o homem um lugar na vida pública. Essa mudança do papel feminino, inegavelmente, teve repercussão no papel masculino. A partir daí, nas últimas décadas, os estereótipos da masculinidade sofreram vários questionamentos - e alguns deles, como o machismo, foram veementemente condenados. No entanto, será que se pode mesmo falar em "crepúsculo do macho"? Pelo menos em termos majoritários, por exemplo, o homem abriu mão da violência e do comportamento agressivo? Ou por trás de todo cidadão civilizado se esconde uma fera? Quais são os padrões do comportamento masculino hoje em dia? Afinal, o que é ser homem no século 21? Leve em conta, ao desenvolver seu raciocínio, a coletânea de textos abaixo.

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

6,5

O homem do século XXI

Nas últimas décadas[,] vemos a mulher conquistando o seu lugar no mercado de trabalho, mas em que isso influencia a vida do homem? Supostamente o homem não é mas [mais] o "macho" responsável por todo o sustento da casa, agora a mulher tem uma parcela de responsabilidade sobre as despesas da família. A mulher que antes precisava se preocupar apenas em cuidar de seus filhos e de seu marido, hoje precisa trazer o pão de cada dia para a sua casa. Com certeza essa é uma grande "Revolução Feminina" [esse é um reflexo da revolução feminina] .

Infelizmente não podemos dizer que ocorreu "Revolução Masculina", ao contrário, os homens parecem estar regredindo a cada dia. Ao invés de respeitar sua companheira e junto com ela garantir o sustento da família, muitos homens cometem violência contra as suas [suas] esposas. Casos de violência contra a mulher apresentam números espantosos: de cada 3 [três] mulheres no Brasil, uma já foi agredida pelo companheiro. Vários projetos foram criados para ajudar as mulheres que sofrem violência física de seus maridos, mas não conseguem ajuda- las [ajudá-las,] pois as mulheres tem [têm] medo de falar, medo de denunciar. Isso tudo se deve a uma série de ameaças que as mulheres recebem de seus companheiros. Elas preferem, então, sofrer caladas. Um ritual macabro que muitos não acreditam que possa acontecer nos dias de hoje é a mutilação genital. Muitos países ainda aderem a essa técnica. Ela consiste na retirada do clitóris da menina quando ainda é criança, por volta dos 8 anos de idade. Assim os povos que fazem a mutilação genital acreditam que a mulher vai ter um menor desejo sexual evitando a chance de ela fazer sexo antes do casamento, o que nesses países é algo terrivelmente pecaminoso. Com certeza essa é a maior prova do machismo nos dias de hoje, as mulheres são tão desprezadas por esses povos que não tem [têm] o direito nem ao prazer sexual.

Muitos homens de hoje em dia se comportam como animais ao resolver suas desavenças apenas com a briga. Realmente é algo muito triste, mas algo que vemos muito no século XXI. Discussões de trânsito, de bar, de trabalho que geralmente tem [têm] motivos banais tiram a vida de muitas pessoas anualmente. Quantas vezes não vemos na televisão ou no jornal alguém que morreu por uma discussão de trânsito? Um cruzou o sinal vermelho e quase pegou no outro, os dois param e começam a discutir, um saca a arma e tudo acaba com um fim trágico. Essa é, infelizmente, uma história rotineira em nossa sociedade.

É esse o homem do século XXI. Um homem que precisa aprender a não ser machista, que precisa aprender a conversar ao invés de brigar, que precisa reconhecer que a mulher está ganhando o seu espaço no mundo e no trabalho e aceitar esse fato. Enfim, um homem que precisa evoluir muito ao invés do que está acontecendo hoje em dia com os homens: estão regredindo.

Comentário geral

Texto com bom conteúdo crítico, exemplos coerentes e frases bem construídas. A conclusão também está bem elaborada, retomando pontos centrais da discussão. Apesar disso, há uma falha na estrutura do desenvolvimento, pois a divisão de parágrafos não é adequada, e um problema na análise do tema, que se desviou um pouco da identidade masculina para as consequências do machismo, como no segundo parágrafo, que trata da relação conflituosa entre homens e mulheres.


Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: Há, no parágrafo, uma contradição entre as informações apresentadas sobre a mulher, pois primeiro diz que ela tinha poucas preocupações e que hoje "precisa trazer o pão de cada dia" (clichê que deve ser evitado), o que, aparentemente, é uma perda de privilégio, é algo ruim, e depois diz que essa é uma revolução feminina, ou seja, algo bom conquistado pelas mulheres. Além disso, perceba que o parágrafo inicia falando do homem, mas acaba por dar muito mais destaque às transformações na vida da mulher, criando uma indefinição da tese a ser desenvolvida.

2) Segundo parágrafo: a) o parágrafo deveria ser dividido, pois há uma mudança de enfoque (Brasil e outros países); b) houve desvio de tema na exploração das informações aqui, pois mesmo retomando a questão do machismo no fim do parágrafo, o assunto central discutido é a situação da mulher que sofre a mutilação genital. O texto não está falando sobre o que é ser homem.

3) Terceiro parágrafo: o fato de os homens resolverem suas desavenças com briga não é algo específico do século 21. O autor deveria usar alguma expressão que mostre que eles "ainda" fazem isso.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1,5
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.1,0
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.1,0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,5
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1,5
Total 6,5

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host