UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Rei da Inglaterra

Henrique 8º

18 de julho de 1491, Greenwich (Inglaterra)
28 de janeiro de 1547, Windsor (Inglaterra)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

[creditofoto]

[creditofoto]

Henrique 8º mandou executar sua mulher Ana Bolena, acusada de adultério

Segundo filho de Henrique 7º, Henrique 8º tornou-se herdeiro do trono em 1502, após a morte do irmão mais velho, Arthur, com cuja viúva, Catarina de Aragão, se casaria, autorizado pelo papa Júlio 2º, logo após ser coroado, em 1509.

Diletante em música, poliglota, desportista e estudioso de teologia, Henrique 8º foi um autêntico príncipe da Renascença. Os primeiros anos de seu reinado foram marcados pela figura do chanceler Thomas Wolsey, principal responsável pela reorganização do regime.

A conselho de Wolsey, Henrique uniu-se à Santa Liga (coligação de diversos estados europeus, formada sob iniciativa do papa Júlio 2º com o intuito de reforçar os Estados Pontifícios e, sobretudo, de defender os estados italianos da mira expansionista do rei de França, Luís 12. À aliança aderiram, além dos Estados Papais, a Inglaterra, a Espanha, o Sacro Império Romano e a República de Veneza). Henrique 8º venceu a França e a Escócia (1512-1513), e em 1514 concluiu uma paz vantajosa com Luís 12, a quem deu sua irmã Maria em casamento.

Católico fervoroso, Henrique 8º refutou a doutrina de Lutero, o que lhe valeu, no mesmo ano, o título de "defensor da fé", outorgado pelo papa Leão 10º. Ao mesmo tempo, o rei se preocupava com sua sucessão: a princesa Maria, única a sobreviver entre os seus filhos, não poderia, segundo a opinião geral, ser coroada.
 

O cisma

Em 1527, através de Wolsey, Henrique solicitou ao papa Clemente 8º a anulação de seu casamento. Depois de muito protelar a decisão, o papa , então virtual prisioneiro de Carlos 5º - sobrinho de Catarina de Aragão -, negou-se a atendê-lo.

As reações de Henrique não se fizeram esperar: Wolsey, caído em desgraça, foi preso e acusado de alta traição. Com o apoio do parlamento e da opinião pública, de longa data descontente com os privilégios e poderes eclesiásticos, Henrique nomeou-se a si mesmo chefe da Igreja da Inglaterra (1531), com o poder de indicar bispos e estabelecer doutrina.

Pouco tempo depois, em 1533, o arcebispo de Canterbury, Thomas Crammer, seu principal conselheiro, decretou a anulação do casamento e confirmou a união secreta do rei com Ana Bolena.

Consumado o cisma, Henrique 8º foi excomungado e passou a perseguir violentamente tanto os católicos como os protestantes que não aceitassem sua reforma. Os mosteiros foram dissolvidos e as enormes propriedades eclesiásticas liquidadas; manteve-se, contudo, a integridade do dogma católico.

Em 1536, Ana Bolena, que havia dado à luz a futura rainha Elizabeth 1ª, foi acusada de adultério e executada. Henrique casou-se de novo, primeiro com Jane Seymour, mãe de Eduardo 6º, e, enviuvando, com Ana de Clèves, em 1540, união que marca a aproximação com os príncipes luteranos. Mas ainda em 1540 a rainha foi repudiada, e o rei voltou a se casar, desta vez com Catarina Howard, que acabou sendo acusada de adultério e executada.

Sua última esposa seria Catarina Parr, que desempenhou papel importante no afrouxamento da perseguição aos protestantes.
 

Enciclopédia Mirador Internacional

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host