UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Janos Kadar
Chefe do Partido Comunista húngaro de 1956 a 1988
26-5-1912, Rijeka
6-7-1989, Budapeste

Do Klick Educação

Mecânico, entrou para o Partido Comunista húngaro (então ilegal) em 1931-1932. Em 1942, foi eleito para o comitê central e, em 1945, para o Politburo. Após a instauração do comunismo, Kadar, acusado de "titista", foi demitido de seus cargos e preso em 1951, no expurgo stalinista realizado por Matyas Rakosi (chefe do partido entre 1945 e 1956). Em liberdade, aderiu à democratização de Imre Nagy no partido, participando do governo (1956). Kadar logo se afastou de Nagy e participou da repressão da revolta húngara contra a invasão soviética. Tornou-se, então, primeiro-secretário do partido e primeiro-ministro (1956-1958, 1961-1965). Ao mesmo tempo, defendeu os interesses hegemônicos da União Soviética no exterior e introduziu uma tímida liberalização política interna nos anos 70 (o comunismo "gulash"), buscando preparar a abertura ao Ocidente. Na transição democrática de 1989, perdeu, por fim, a liderança do partido.
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host