UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Vladislav Gomulka
Líder do Partido Operário Polonês
6-2-1905, Krosno
1-9-1982, Varsóvia

Do Klick Educação

Gomulka filiou-se ao Partido Comunista no ano de 1927, trabalhou no movimento sindical e, a partir de 1939, lutou no movimento de resistência contra a ocupação alemã. Em 1942, em Varsóvia, foi nomeado primeiro secretário (1943, secretário-geral) do Partido Operário Polonês (PPR), então ilegal, função que desempenhou até 1948. Gomulka adotou uma atitude de independência frente à União Soviética e tentou encontrar a via polonesa para o socialismo, o que o levou a opor-se, em 1947, à fundação do Kominform (Secretariado de Informação Comunista) e à condenação de Josip B. Tito. Em 1948, acusado de "nacionalista", foi afastado de seu cargo e esteve preso entre 1951 e 1954, sem que fosse instaurado qualquer processo. Após sua reabilitação, durante o período de desestalinização e na seqüência do levantamento operário e estudantil de Poznan (outubro de 1956), foi eleito secretário-geral do Partido Operário Unificado Polonês (PZPR), surgido em 1948 em conseqüência da fusão do Partido Socialista com o Partido Comunista. Gomulka liberalizou o sistema comunista, terminou com a coletivização da terra, procurou o entendimento com a igreja católica e assinou o Pacto de Varsóvia com a República Federal Alemã (1970). Fracassou na política econômica e, em conseqüência dos levantamentos operários de 1970, provocados pela falta de alimentos, foi obrigado a demitir-se. Seu sucessor foi Edward Gierek.
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host