UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Pintor alemão

Max Ernst

2-4-1891, Bruhl
1-4-1976, Paris

Do Klick Educação

Max Ernst é considerado um dos grandes mestres do surrealismo e, juntamente com Pablo Picasso, um dos maiores e mais multifacetados artistas do século 20. Foi um dos representantes do dadaísmo. Em 1919 fundou com Hans Arp o movimento dadá de Colônia. Em 1922 mudou-se para Paris, onde se juntou ao movimento surrealista constituído em redor do escritor André Breton. Em Paris publicou livros de poesia ilustrados e em 1929 realizou a colagem A Mulher de 100 Cabeças. Em 1930 chegou a interpretar um papel no filme de Luis Buñuel, A Idade do Ouro. Em 1941 emigrou para os Estados Unidos, mas voltou à França em 1952. Em seus quadros, de grande qualidade técnica e realizados geralmente com cores brilhantes, Max Ernst associa elementos demoníacos, absurdos, eróticos e fabulosos com elementos grotescos irracionais e estranhos, a fim de expressar seu subjetivismo e os processos conscientes e inconscientes que se desenvolvem no seu interior. Em suas colagens monta peças retiradas de velhas estampas de madeira, dando origem a um novo e fantástico contexto semântico. Sua obra escultórica funde os grandes desenvolvimentos do século, o arcaísmo e o primitivismo com o princípio do surrealismo. Da mesma forma que Picasso, Ernst criava esculturas a partir de moldes de objetos cotidianos, como peças de automóvel, garrafas de leite etc., sobre blocos de cimento que depois fundia em bronze (Capricorne, 1948). Max Ernst foi o inventor da técnica da frottage e antecipou o procedimento de dripping, que mais tarde seria aperfeiçoado por Jackson Pollock.

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host