UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Sociólogo e economista inglês

Thomas Robert Malthus

14 de fevereiro de 1766, The Rockery, Guilford, Surrey (Inglaterra)
23 de dezembro de 1834, Haileybury, Hartford (Inglaterra)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

[creditofoto]

[creditofoto]

Para controlar o crescimento da população Malthus propunha a abstinência sexual

Thomas Robert Malthus estudou no Jesus College, Cambridge, e em 1797 foi ordenado sacerdote da Igreja anglicana. A partir de 1805 ensinou economia política em Haileybury, levando a vida modesta e tranquila de um vigário rural anglicano.

Malthus publicou várias obras de economia política, sobretudo Uma Pesquisa sobre a Causa do Presente Alto Preço dos Alimentos, em 1800, e Princípios de Economia Política, tendo-se em vista sua Aplicação Prática, em 1820.

Como economista, Malthus exerceu certa influência sobre David Ricardo e, por outro lado, antecipou ideias mais tarde desenvolvidas por Keynes.

Malthus deve sua celebridade, no entanto, a uma obra sociológica e demográfica que publicou anonimamente, em 1798: Um Ensaio sobre o Princípio de População. Nela, Malthus tirou das estatísticas disponíveis em seu tempo a conclusão de que a produção de alimentos só cresce em progressão aritmética, enquanto a população tem a tendência de aumentar em progressão geométrica.

A consequência inevitável dessa proporção, segundo Malthus, seria uma crescente miséria das grandes massas de população: pobreza extrema e fome permanente. Quando esses males chegam ao auge, a própria natureza intervém, corrigindo-os por meio de guerras, epidemias, etc., reduzindo violentamente a população.
 

Economia e religião

Malthus recomenda, contudo, não esperar essas catástrofes. Seus remédios são os seguintes: negar às populações toda e qualquer assistência (hospitais, asilos, etc.) e aconselhar-lhes a abstinência sexual para diminuir a natalidade.

A origem dessas ideias de Malthus é, em parte, econômica, em parte, religiosa. O pano de fundo dessa primeira forma do malthusianismo é a situação social da Inglaterra no começo do século 19: um forte êxodo rural, de camponeses que se transformaram em operários industriais, causando crescimento rápido das grandes cidades, e uma agricultura de técnica obsoleta, incapaz de alimentar a população inglesa.

Por outro lado, Malthus era um calvinista rígido, considerando a má sorte do gênero humano como consequência irremediável da predestinação que lhe fora reservada pela Providência.

Durante o século 19, as estatísticas não confirmaram as previsões pessimistas de Malthus. Os progressos da agricultura científica (adubos artificiais) a partir das pesquisas de Liebig e a possibilidade de importar de países ultramarinos trigo e carne, em grandes quantidades, melhoraram sensivelmente os níveis de abastecimento e alimentação.

Por outro lado, e apesar do crescimento das grandes cidades, a população não aumentou em progressão geométrica. Com a melhoria da situação das massas, a natalidade decresceu e as classes médias utilizaram meios anticoncepcionais para manter pequeno o número de filhos.

Apesar do pessimismo de suas proposições, Malthus foi um homem gentil e generoso. Ele é considerado o pai da demografia.
 

Enciclopédia Mirador Internacional; Biographical Dictionary of British Economists

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host