UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

PORTUGUÊS > DICAS DE PORTUGUÊS

Comunicar, dizer, avisar e informar

Por Thaís Nicoleti

"O prazo de um dia para a entrega das maletas começa a correr a partir da notificação dos respectivos órgãos. Alguns já foram comunicados ontem."

O verbo "comunicar", transitivo direto e indireto, requer como objeto direto o aviso ou a comunicação e como objeto indireto o destinatário da ação. Assim, comunicamos algo a alguém, e não "alguém de algo".

A conseqüência disso é que, na voz passiva (na qual o objeto direto se transforma em sujeito), só dizemos que "algo" foi comunicado, não que "alguém foi comunicado".

A regência do verbo "comunicar" é idêntica à do verbo "dizer", mas nem sempre isso é levado em consideração pelos redatores, tanto que, na imprensa, é muito comum que o verbo "comunicar" apareça em construções como a da passagem selecionada.

É provável que o motivo dessa confusão seja a semelhança semântica entre "comunicar" e "avisar" ou mesmo entre "comunicar" e "informar", o que acaba provocando um cruzamento de regências, ou seja, o verbo "comunicar" passa a imitar o comportamento dos outros dois.

"Avisar" requer, na regência original, objeto direto de pessoa. Assim: "Avisou os filhos (objeto direto) de que chegaria tarde (objeto indireto)", mas já se aceita o inverso: "Avisou aos filhos (objeto indireto) que chegaria tarde (objeto direto)".

"Informar" aceita, indistintamente, as duas construções: "Informou a população (objeto direto) de que faltaria energia (objeto indireto)" ou "Informou à população (objeto indireto) que faltaria energia (objeto direto)".

"Comunicar", entretanto, permanece idêntico a "dizer": comunicamos (ou dizemos) algo a alguém. Na frase em epígrafe, para evitar uma alteração estrutural, podemos apenas substituir "comunicar" por "informar".

Veja, abaixo, o texto corrigido:

O prazo de um dia para a entrega das maletas começa a correr a partir da notificação dos respectivos órgãos. Alguns já foram informados ontem.

Um abraço,
Thaís Nicoleti

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Pegadinha Gramatical Dicionários

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Banco de Redações

    Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

    Revisão Testes e Simulados Revistas e Sites

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host