UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

PORTUGUÊS > DICAS DE PORTUGUÊS

Verbo "intervir" é derivado do verbo "vir"

Por Thaís Nicoleti

O verbo “intervir”, como “provir” e “advir”, deriva do verbo “vir”. Dessa maneira, fica fácil deduzir que se conjuga exatamente como o verbo de origem, mantendo seu comportamento irregular.

Se dizemos que alguém veio, também devemos dizer que alguém interveio. É simples: basta conjugar primeiro o verbo “vir” (não “ver”) e, em seguida, acrescentar o prefixo “inter-”. Assim: ele veio/ ele interveio; se ele viesse/ se ele interviesse; se ele vier/ se ele intervier – e assim por diante.

Ainda assim, sem atenção, ninguém estará livre de equívocos. Responda rápido: qual é o particípio do verbo “vir”? Pois bem, esse verbo tem uma particularidade quanto ao particípio. Este coincide com a sua forma de gerúndio. Assim, “vindo” é a forma de particípio e também a de gerúndio. É no contexto que uma se distingue da outra. Assim: “ele tinha vindo” (particípio) e “ele estava vindo” (gerúndio).

No fragmento abaixo, o redator equivocou-se, como se pode observar:

“...a Turquia ainda era governada por seu Exército que, um ano antes, havia intervido para impor uma aparência de ordem no fraturado cenário político do país.”

 

Não existe a forma “vido”, portanto não existe a forma “intervido”. O texto corrigido segue abaixo:

 

...a Turquia ainda era governada por seu Exército que, um ano antes, havia intervindo para impor uma aparência de ordem no fraturado cenário político do país.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Pegadinha Gramatical Dicionários

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Banco de Redações

    Redações avaliadas por uma equipe especializada em correção de prova de vestibular e Enem

    Revisão Testes e Simulados Revistas e Sites

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host