Pronomes de tratamento: Você, senhor, vossa excelência e outros

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

Atualizado em 16/07/2013, às 13h08

Normalmente, não nos dirigimos a uma pessoa mais velha, que você não conheça, utilizando "você". Tampouco se fala com uma criança com o pronome "senhor". São as escolhas de "pronomes de tratamento" que fazemos ao falar ou escrever a alguém. Embora esse pronomes se refiram à 2ª pessoa, aquela com quem se fala, eles se comportam como pronomes de 3ª pessoa. O exemplo mais simples é o do pronome você muito empregado no português coloquial do Brasil. Veja:
 

Você é muito inteligente.
Pessoa com quem se fala - 2ª pessoa (= tu) Verbo na 3ª pessoa (= ele é)  


Ou seja, gramaticalmente, é incorreto dizer "tu é" assim como "você és", mesmo que em certos lugares do Brasil já seja comum usar-se o "tu" com o verbo na 3ª pessoa.

Os pronomes de tratamento podem ser informais, como o "você", mas podem ser bastante formais, como é o caso dos pronomes de reverência. Conheça todos os pronomes de tratamento e saiba quando empregá-los no quadro abaixo.
 

Pronomes de tratamento
Pronome Abreviaturas - Singular Abreviaturas - Plural Emprego
você v.   tratamento informal
o(s) senhor(es), a(s) senhora(s) sr. sra. srs. sras. tratamento formal ou cerimonioso
Vossa Alteza V.A. VV.AA. príncipes, princesas, duques
Vossa Eminência V. Em.a V.Em.as cardeais
Vossa Excelência V.Ex.a V.Ex.as altas autoridades
Vossa Magnificência V.Mag.a V.Mag.as reitores de universidades
Vossa Majestade V.M. VV.MM. reis, imperadores
Vossa Reverendíssima V.Rev.ma V.Rev.mas sacerdotes
Vossa Senhoria V.S.a V.S.as autoridades, tratamento respeitoso, correspondência comercial
Vossa Santidade V.S.   Papa, Dalai Lama

Há mais dois pontos a esclarecer acerca dos pronomes de tratamento:

1. Ao se dirigir respeitosamente a uma autoridade, você usa o "Vossa". Ex.:

  • Vossa Excelência foi muito útil na resolução do problema.
  • Ao se dirigir a outra pessoa, referindo-se àquela mesma autoridade, você usa o "Sua". Ex.
  • Sua Excelência, o deputado José, foi muito útil na resolução do problema.
  •  
  • 2. Ao usar o pronome de tratamento como vocativo (para chamar, avisar, interpelar), dispensa-se o pronome possessivo (Vossa, Sua). Ex.:
  • Cuidado, Excelência!
  • Perdão, Alteza!
  • Atenção, Majestade!
  •  
  • 

    Shopping UOL

    UOL Cursos Online

    Todos os cursos