UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Geografia

Mata de Araucária

Floresta já dominou vastas extensões do país

Ângelo Tiago de Miranda*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação
Reprodução

Vegetação endêmica no Brasil, a araucária dominava vastas extensões do Sul do país

Também conhecida por floresta aciculifoliada (cujas folhas são muito finas e alongadas, em forma de agulha, a fim de dificultar a perda de água pelo processo de evapotranspiração) ou mata dos pinhais, a Mata de Araucária é encontrada ao longo dos planaltos e chapadas da Bacia do Paraná.

As matas de araucária constituem a formação menos tropical do Brasil. Originalmente, essa floresta dominava vastas extensões dos planaltos da região Sul e pontos altos da Serra da Mantiqueira nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Características

Trata-se de uma formação florestal aberta e espaçada, com a presença de campos muitas vezes interrompidos por capões (manchas florestadas que assumem a forma circular) e semi-homogêna. Possui poucas espécies vegetais, com predomínio de pinheiros do gênero Araucária, que se acha representado na América do Sul por duas espécies: Araucaria araucana, no Chile e Argentina, e Araucaria angustifólia no Brasil e pequena área do nordeste argentino, representada pela Província de Misiones.

Assim, pode-se dizer que, na quase totalidade de sua área, é uma árvore endêmica no Brasil. De porte suntuoso, seu tronco eleva-se normalmente a 25-30 metros de altura, sem apresentar, quando árvore adulta, nenhuma ramificação, a não ser na parte mais alta, com a copa numa forma de taça, devido à disposição de seus ramos. Apenas no extremo de cada ramo é que se agrupam, em tufos, as folhas em forma de agulhas.

Clima e biodiversidade

Também aparecem associadas à araucária outras espécies vegetais, como a canela, a imbuia, a erva-mate e o cedro, além de grande variedade de espécies valorizadas pela indústria madeireira, como os ipês.

O clima típico da floresta de araucária é subtropical, com estações do ano bem definidas, temperaturas de moderadas a baixas no inverno e índice pluviométrico superior a 1.000 mm anuais.

Essas condições climáticas, em especial a elevada amplitude térmica (diferença entre a temperatura máxima e mínima), funcionam como fatores limitantes nesse bioma. Por isso, a biodiversidade é muito menor em relação às florestas equatoriais e tropicais.

Desmatamento

O desmatamento da mata das araucárias começou com a colonização alemã e italiana, ainda no século 19. Nas primeiras décadas do século 20, os colonos utilizavam a madeira para a construção de habitações, móveis e artigos domésticos. Houve, igualmente, o desmate de pequenos trechos, para a prática da policultura de alimentos.

Posteriormente, com o avanço da agricultura, vastas áreas de floresta cederam lugar ao cultivo de diversas culturas, como milho, trigo, videiras e árvores frutíferas, à medida que a região se transformava em importante fornecedora de madeira nativa para os mercados nacionais e internacionais.

Dos 100 mil quilômetros quadrados de matas de araucária que cobriam São Paulo e os estados da região Sul restam apenas 2%. Segundo especialistas, nos últimos 70 anos foram derrubados 100 milhões de exemplares dessa espécie para a fabricação de móveis. Em 2001, uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) proibiu a extração e a comercialização de espécies da mata atlântica ameaçadas, como a araucária.
*Ângelo Tiago de Miranda é geógrafo, professor de Geografia e estudante do curso de Licenciatura em Pedagogia pela UFSCar (Universidade Federal de São Carlos).

Compartilhe:

    Receba notícias

    Mapas Vídeos

    Porta Curtas

    Procure um filme por tema, nome do diretor, ano de produção ou outra palavra-chave

    Revisão

    Prepare-se para a prova de geografia com resumos da disciplina

    Testes e Simulados Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host