UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Geografia

Telecomunicações

Do rádio ao ciberespaço

Ronaldo Decicino*
Especial para a Página 3 - Pedagogia & Comunicação
As telecomunicações correspondem à transmissão, emissão ou recepção de símbolos, caracteres, sinais, imagens, sons ou informações de qualquer natureza por fio, rádio, eletricidade, meios ópticos ou qualquer outro processo eletromagnético. A telecomunicação é, portanto, uma forma de ampliar o alcance normal da comunicação (tele em grego significa "distância" - e a palavra "comunicação" deriva do latim communicare, que significa "tornar comum", "partilhar", "conferenciar").

Nos dias de hoje, assistir uma partida da Copa do Mundo de Futebol transmitida de outro país, fazer uma ligação telefônica internacional, conversar pelo celular, ouvir programas de rádio e enviar um e-mail pela Internet são situações que fazem parte do dia-a-dia das pessoas. No entanto, a ciência e a tecnologia percorreram um longo caminho até aqui.

Breve história

Com o surgimento do rádio, em 1895, as ondas eletromagnéticas começariam a modificar as dimensões do mundo.

A partir de 1941, nos Estados Unidos, ocorreram as primeiras transmissões regulares a partir de tubos iconoscópios - e a televisão, principalmente a partir de 1946, se transformou num importante veículo de propaganda mundial.

Mais tarde, em outubro de 1957, os russos deram o primeiro passo rumo à telecomunicação, colocando em órbita o primeiro satélite artificial. No ano seguinte, seria a vez dos norte-americanos. Atualmente, existem cerca de 400 satélites ao redor do planeta, exercendo as mais diferentes funções. Entre elas, a de comunicação, recebendo e emitindo sinais de rádio, televisão, telefonia e dados em geral.

Economia mundial

O setor de telecomunicações foi o ramo econômico que mais se desenvolveu no mundo durante a década de 1990 e acredita-se que continuará a crescer.

Entre as características do setor, destacam-se: (a) intensa disputa pelo controle de novas tecnologias e imposição de padrões; (b) luta pela conquista de mercado, o que tem contribuído para que diferentes grupos empresariais procurem realizar aquisições, fusões e alianças que movimentam bilhões de dólares; e (c) crescente privatização do setor, com a redução do controle do Estado, que passa a ter uma função regularizadora e normativa.

Atualmente, as empresas de telecomunicações tendem a se internacionalizar, não só buscando novos mercados, mas segmentando esses mercados, de maneira a oferecer produtos específicos para diferentes tipos de clientes. Essas empresas apresentam constantemente novos serviços de tele-informação, imagem e som, integrando os meios audiovisuais (multimídia).

Com a modernização das redes de telecomunicações e a generalização de seu uso, surge o ciberespaço, um espaço virtual determinado e controlado por fluxos de informações e que contribui para: (a) dispersão das atividades econômicas pelo espaço territorial (profissionais e empresas de diferentes lugares superam o problema da distância); (b) aumento da velocidade das comunicações; (c) criação de novos empregos; e (d) integração crescente das indústrias de informática e de comunicações.

Siglas e abreviações

A indústria de telecomunicação utiliza siglas ou abreviações. A seguir, vamos explicar algumas:
  • ATM, Asynchronous Transfer Mode - Protocolo ou método de chaveamento de pacotes em redes de alta velocidade.
  • CD-ROM, Compact Disc-Read Only Memory - Suporte de armazenamento de informações digitais, usado em computadores e equipamentos de áudio.
  • DBS, Direct Broadcast Satellite - Transmissões de satélite diretamente para a casa das pessoas.
  • EDTV / IDTV / HDTV / ATV, Enhanced-, Improved-, High-definition-, Advanced-Television - Termos usados para se referir a uma melhor resolução nas imagens de TV.
  • FCC, Federal Communications Commission - Agência independente nos EUA que cuida da regulamentação em telecomunicações.
  • GII, Global Information Infrastructure. HFC, Hybrid Fiber Coaxial - Rede de faixa larga, combinando cabos ópticos e coaxiais (sinais ópticos e sinais elétricos).
  • ISDN, Integrated Services Digital Network - Rede Digital de Serviços Integrados; no Brasil, foi traduzido para RDSI.
  • LAN, Local Area Network - Rede particular existente em um prédio ou prédios próximos.
  • MAN, Metropolitan Area Network - Rede de abrangência metropolitana.
  • WAN, Wide Area Network - Rede de longas distâncias.
  • MMDS, Multichannel, Multipoint Distribution Service - Rede sem cabo, através de microondas, com o objetivo de distribuir vários canais de TV.
  • MPEG 1 e 2, Motion Picture Experts Group - Respectivamente, padrões de compressão de vídeo digital: MPEG1, o inicial; e MPEG2, o mais atual e avançado.
  • MSO, Multiple System Operator - Operadora de cabo (CATV) com mais de um sistema de distribuição.
  • NTSC, National Television System Committee - Padrão estabelecido para transmissões de TV nos EUA.
  • NVOD, Near Video On Demand - Tentativa de se aproximar da tecnologia de vídeo sob demanda, ou seja, um programa começa a ser transmitido a cada 15 minutos ou meia hora em múltiplos canais.
  • PPV, Pay Per View - forma de pagar por programa assistido em TV.
  • VOD, Video On Demand - Programas de TV (vídeos) armazenados fora da casa do usuário, que podem ser acessados a qualquer momento.
  • *Ronaldo Decicino é professor de geografia do ensino fundamental e médio da rede privada.

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Mapas Vídeos

      Porta Curtas

      Procure um filme por tema, nome do diretor, ano de produção ou outra palavra-chave

      Revisão

      Prepare-se para a prova de geografia com resumos da disciplina

      Testes e Simulados Dicionários

      Aulete

      Português

      Houaiss

      Português

      Michaelis


      Tradutor Babylon


      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host