Adriane Galisteu estuda inglês à 1h da madrugada em seu próprio curso a distância

Camila Rodrigues
Do UOL, em São Paulo

  • AgNews

    A apresentadora Adriane Galisteu estudava inglês a 1h da manhã quando fazia o curso online

    A apresentadora Adriane Galisteu estudava inglês a 1h da manhã quando fazia o curso online

“Viajo muito e consigo me virar bem com o inglês, mas não tenho domínio da língua para entrevistar ou fazer reuniões”, conta a apresentadora de TV Adriane Galisteu. Sabendo de suas limitações com o idioma, ela decidiu investir em um curso a distância online a preços populares. “Pensei nas pessoas que, como eu, não tiveram chance nem grana para aprender [inglês] e que, depois de adultas, precisam ter fluência”, diz.

Para conciliar a rotina de trabalho e a de mãe – seu filho Vittorio tem um ano e nove meses – com os estudos, Galisteu decidiu cursar as aulas de madrugada: “Estava com muitas atividades, tinha pouco tempo com o Vittorio, então só conseguia fazer o curso à 1h da manhã”, lembra.

Os horários pouco ortodoxos, entretanto, levaram a apresentadora à exaustão, e ela teve de dar uma pausa. “Estava ficando muito cansada. Agora terminaram os ensaios do teatro [ela estreou uma peça de teatro em 23 de março], e devo retomar o curso nas próximas semanas”, diz.

Para Galisteu, que sempre estudou em escola pública, a qualidade das aulas do idioma durante a educação básica deixou a desejar. “É necessário que você procure outro curso para conseguir aprender o inglês. Mesmo nas escolas particulares, com exceção das bilíngues e das internacionais, é preciso contratar uma professora particular”. Com foco no idioma anglo-saxão, a apresentadora matriculou seu filho em uma escola bilíngue.

Veja outras celebridades que fizeram cursos a distância
Veja Álbum de fotos

EAD como negócio

Para a nova empresária do ramo, tanto escolas de idiomas quanto de outras modalidades são bons investimentos. “Qualquer tipo de curso hoje é um bom negócio. As pessoas buscam saber mais, se inteirar mais. E o inglês não é mais a segunda língua: ele tem que ser tão bom quanto a primeira”, opina.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Provar (Programa de Administração do Varejo) da FIA (Fundação Instituto de Administração), houve aumento do gasto com educação pela classe C, que passou de 8% a 10% do orçamento em 2010, para 15% a 17% em 2011.

No negócio, Galisteu se associou a Marco Raduan, um empresário com experiência na oferta de cursos de idioma para o segmento corporativo. A intenção da apresentadora foi ofertar um curso semelhante para quem não tem muitos recursos, isentando-os da compra de materiais e da taxa de inscrição.

Segundo Raduan, o curso conta com centenas de alunos, grande parte pertencente ao público da apresentadora. “Ela já foi ao programa da Luciana Gimenez [‘Super Pop’, da Rede TV!], do João Dória [João Doria Júnior, do ‘Show Business’, na Band], e registramos um alto índice de vendas após essas divulgações”, comenta.

A dupla faz planos para o futuro: há a intenção de fechar parcerias de distribuição para oferecer cursos com menor duração, customizados e focados em temas específicos, como “inglês para viagem” e “inglês para entrevistas de trabalho”.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos