Sistema do Sisu está no ar; mais de 129 mil vagas estão disponíveis

Do UOL, em São Paulo

Foram abertas nesta segunda-feira (7) as inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) 2013, que seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino superior por meio da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). No total, serão oferecidas 129.279 vagas em 3.751 cursos de 101 instituições – incluindo a maioria das universidades e faculdades federais.

Para se inscrever, o candidato precisa ter feito o Enem no ano passado e não pode ter zerado a prova de redação. Com o número de inscrição e a senha do Enem 2012, o estudante deverá selecionar duas opções de curso.

Ao fim de cada dia, o MEC (Ministério da Educação) disponibilizará as notas de corte de cada curso de acordo com o número de vagas e o nível dos inscritos. A nota de corte será a do último candidato qualificado para a vaga até aquele momento.

Com isso, os candidatos terão uma noção mais clara de suas chances e poderão, até o fim das inscrições no dia 11 de janeiro, optar por outro curso em que as possibilidades de conseguir a vaga com sua nota sejam maiores. Quanto mais concorrido o curso, maior deve ser a nota de corte.

A divulgação da primeira lista de aprovados do Sisu está programa para o dia 14 de janeiro e as matrículas deverão ser feitas nos dias 18, 21 e 22 do mesmo mês. Já a segunda chamada deve ocorrer no dia 28 de janeiro, com as matrículas nos dias 1, 4 e 5 de fevereiro.

Nos casos em que as vagas não forem preenchidas, haverá abertura de uma lista de espera entre 28 de janeiro e 8 de fevereiro.

Cotas e pesos diferentes

Este será o primeiro Sisu depois da aprovação da Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012), que determinou a reserva de 50% das vagas nas universidades federais para estudantes de escolas públicas até 2016.

Clique e veja exemplo de distribuição de vagas segundo as cotas em 2016

  • Reprodução/MEC

A lei já foi regulamentada e está sendo aplicada de forma gradual. Neste ano, as instituições federais de ensino terão que destinar pelo menos 12,5% das vagas para as cotas, respeitando critérios de renda e a composição racial de cada Estado.

Em determinados cursos poderá haver até três modalidades de concorrência: vagas de livre concorrência, vagas reservadas para a Lei de Cotas e vagas destinadas às demais ações afirmativas da instituição, como bônus na nota para alunos de escolas públicas e outras vantagens. No momento da inscrição, o candidato deverá optar por uma dessas opções, de acordo com seu perfil.

Com o uso da nota do Enem, que é subdividida por áreas de conhecimento, alguns cursos e instituições podem optar por dar mais peso para determinada prova (um curso de física pode dar mais peso à prova de Ciências da Natureza, por exemplo). Nesses casos, o sistema – de acordo com as especificações da instituição – recalculará a nota, que será informada ao candidato. Em algumas instituições, também há nota mínima exigida para a candidatura. 

Últimas de Educação



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos