Crise econômica e crise do Império Romano

Érica Alves Cavalcante

Introdução

O fato de as crianças entrarem em contato com informações sobre a crise econômica mundial deve ser usado para se estabelecer relações entre passado e presente. Partir de suas vivências e estabelecer uma analogia com a crise do Império Romano torna o estudo desse fato histórico mais simples e mais significativo para os alunos.

Objetivos

1. Assimilar o conceito de crise.

2. Conhecer as causas e as consequências da crise econômica mundial atual e da crise do Império Romano.

3. Estabelecer semelhanças e diferenças entre a crise atual e a do Império Romano.

4. Desenvolver a habilidade de ler tabelas.

Estratégias

Pergunte aos alunos o que eles entendem por crise. Faça questões que partam de suas vidas. Por exemplo: "Se eu dissesse a vocês que estou vivendo uma crise em minha vida, o que isso poderia significar?".

Questione se acreditam na existência de apenas um tipo de crise. Pergunte o que já sabem da crise econômica. Registre suas ideias, mas faça isso em uma tabela que seja totalmente preenchida quando a aula for concluída. É fundamental que as causas, as consequências e os maiores afetados pelas crises sejam campos dessa tabela.

Busque as definições de "crise" no dicionário e analise com os alunos aquela(s) que atende(m) melhor ao presente estudo.

Antes de analisar os fatores que geraram a crise do Império Romano, é fundamental que algumas das possíveis relações com seu cotidiano sejam traçadas. Para fazê-lo, escolha documentos que tratem da crise econômica que atinge o planeta desde o segundo semestre de 2008. Os alunos não precisarão compreender várias questões sobre o funcionamento do mercado financeiro para formar suas opiniões. Basta que entendam o que gerou a crise (sem pormenores) e como eles próprios podem estar sofrendo as consequências.

Para aprofundamento da análise da crise, grave reportagens de jornais (rádio e TV) e analise com a classe. Para alunos nessa faixa etária é importante demonstrar que outras crianças sofrem com o desemprego dos pais e com a crise em seus países.

Inicie uma pequena explanação sobre as razões que deram início à crise do Império Romano. Crie um mapa conceitual em que os alunos reconheçam os diversos fatores que levaram à queda de Roma.

Faça o preenchimento da tabela de maneira coletiva. Incentive que todos os alunos participem, podendo até ampliar os itens da tabela.

Atividades

Leve para a sala de aula o texto Império Romano - Baixo Império - Crises e decadência. Realize uma leitura coletiva e peça que, em duplas, os alunos escrevam um texto sintetizando os fatos mais importantes sobre a crise do Império Romano.

Peça que as duplas troquem seus textos e façam sugestões para melhorar os textos dos colegas.

Érica Alves Cavalcante
é historiadora.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos