Lixo - o que fazer com ele?

Luiz Carlos Parejo

Objetivos

O aluno deverá compreender, descrever, localizar, pesquisar, sintetizar, questionar. Deve também ser capaz de associar o crescimento urbano e econômico ao aumento do consumo e ao impacto socioambiental causado pela produção do lixo.

1) Identificar o exagero na produção de lixo doméstico e coletivo;

2) Obter informações e ser capaz de relacioná-las, utilizando-as no seu dia-a-dia;

4) Aprender importância da destinação correta do lixo;

5) Propor teorias e soluções possíveis para problemas locais, regionais e nacionais;

6) Perceber que a atual visão de desenvolvimento econômico leva à exaustão dos recursos e à produção de lixo;

7) Compreender que existe um grande custo econômico e ambiental, que é coletivo, mas distribuído de forma desigual entre as classes sociais;

8) Desenvolver a capacidade crítica e auto-avaliar suas ações.

Estratégia

1) Pesquisar a produção do lixo e suas principais destinações, destacando a reciclagem, a incineração (lixo hospitalar) e o aterro sanitário;

2) Pesquisar os impactos ambientais provocados pelo lixo em diferentes escalas: aparecimento de insetos e roedores, produção de gás metano, o chorume e a contaminação do lençol freático, o mau cheiro, etc.;

3) Pesquisar as maiores produções de lixo per capita no mundo e associá-las ao nível de desenvolvimento econômico e social e à capacidade de consumo;

4) Pesquisar as pessoas que vivem do lixo, se possível passar o curta metragem Ilha das Flores;

5) Fazer um relatório, a partir da observação de um supermercado, sobre o lixo que será produzido. Por exemplo: um produto é embalado em um saco plástico; este, por sua vez, está em uma caixa pequena de papel, que chega, juntamente com várias outras caixas pequenas, em uma grande caixa de papelão. Para onde vai tudo isso? (Refletir sobre a grande produção de descartáveis - lixo.)

No setor de frutas e hortaliças, perguntar aos responsáveis o quanto é retirado por dia de frutas estragadas. Qual é o desperdício? Fazer o mesmo em casa. É interessante dividir em uma tabela, com os itens:

  • Matéria orgânica:
  • Papel e papelão:
  • Metais:
  • Plásticos:
  • Outros materiais recicláveis.

 

Caso ache conveniente, evite tornar público os dados individuais do lixo doméstico (alguns pais podem não gostar, considerando que a sua privacidade pode estar sendo exposta);

6) Pesquisar quanto uma empresa de reciclagem paga pela tonelada do papelão, ou do alumínio, do vidro, etc. E somar quanto dinheiro se perde por não se reciclar o lixo, individual e coletivamente;

7) Procurar saber quanto a prefeitura gasta para coletar o lixo e o que poderia ser melhorado na cidade com esse dinheiro;

8) Avaliar quantas pessoas em situação de exclusão social poderiam ser ajudadas com projetos sociais de reciclagem (cooperativas).

Conclusão da atividade

1) Expor, em mural, fotos e embalagens mais significativas no contexto do projeto.


2) Fazer um debate sobre o papel de cada um de nós, das empresas e do Estado quanto à produção e à destinação do lixo.

Conceitos

Sociedade de consumo, crescimento urbano, capitalismo, impactos ambientais, poluição.

Luiz Carlos Parejo
é geógrafo e professor de geografia.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos