Redação: Moda, modinha, modelão

Carlos Emílio Faraco

Objetivos

1) Estimular a construção de argumentação coerente como condição para expressar idéias com clareza e convencer o leitor ou ouvinte.

2) Estimular a discussão oral de temas pertinentes para a faixa etária.

3) Propiciar condições para a comparação entre a organização do texto oral e a organização do escrito.

Ponto de partida: produzindo texto oral

  • Perguntar quem procura seguir rigorosamente a moda, em qualquer setor: música, vestuário, alimentação, comportamento, baladas...
  • Espera-se que surjam 3 grupos: sim, não e mais ou menos.
  • Disponha as carteiras em forma de U. Cada grupo ocupa uma posição. Você pode ficar na extremidade, comandando a conversa.
  • Peça que participantes de cada grupo narrem casos ou descrevam situações relacionadas ao tema (alguém que deu uma nota fora por estar com roupa inadequada em determinada situação; alguma "saia justa" decorrente de utilizar roupas pouco convencionais; a mudança no visual para adequar-se a determinado comportamento - "indie", "emo", etc.).
  • Analise esses depoimentos com o grupo e caracterize-os como um gênero textual bem diferente daquele que os alunos utilizarão em seguida: a argumentação.
  • Feito isso, parte-se para a argumentação oral: participantes de cada grupo argumentam por que aceitam integralmente, em parte ou não aceitam a "ditadura das modas".

 

Observação: se possível, gravar todas as atividades orais.

Análise do texto oral

Valendo-se das gravações ou da síntese feita no quadro:


1) Analisar com os alunos estas categorias: narração, descrição e argumentação orais. Pode-se organizá-las em colunas.

2) Analisar as diferenças entre as categorias e o que caracteriza cada uma.

3) Mostrar que no discurso oral a seqüência de dados obedece ao fluxo da interlocução, diferentemente do que acontece no texto escrito.

4) Analisar outras ocorrências típicas do discurso oral.

Preparando o texto escrito

Analisadas as características do texto oral, ler com a turma a matéria indicada a seguir: "Fora de moda", do Folhateen, de 16/07/07.


Todos devem ter cópia do material.

Sugestão de roteiro para o trabalho oral.

Obs: se possível, gravar a conversa. 1) Leia o primeiro parágrafo e discuta com os alunos:

a. É importante pertencer a alguma tribo?
b. Qual a relação entre moda e pertencimento a uma tribo?

2) Coloque em discussão esta afirmativa do texto: "Eles querem exclusividade".

No mundo considerado global, em que a velocidade de divulgação, de exposição e de desgaste da informação é brutal, é possível pensar em exclusividade?

3) Discutir o significado pejorativo que o sufixo -inho(a) acrescenta ao termo moda. Solicitar outros exemplos, sempre contextualizados.

4) Analisar com o grupo esta passagem do texto:

" (...)só porque algum garoto popular começou a usar, todo mundo foi atrás. Ou a pulseirinha para ajudar as vítimas do tsunami. Ninguém usava aquilo pra ajudar coisa nenhuma. Pura modinha".

Mostrar a eles que a passagem trata de um ponto crucial em qualquer moda: a vanguarda, representada sempre por alguém de prestígio. Analisar, a partir daí, a idéia de informação nova (vanguarda), a popularização da informação (a rarefação), a conseqüente perda de carga informativa (o novo deixa de ser novo), a redundância e o abandono da moda pela ausência de apelo informativo.

A fala de uma das entrevistadas exemplifica essa dinâmica:

"Já Thaís Silva Pinto, 19, que tem perfil no Orkut há três anos, acha que o site perdeu a graça depois que ficou megapopular."

5) Analisar esta passagem de uma garota que afirma basear-se numa tendência, mas não se deixar levar por ela:

"Eu só uso o que tem a ver comigo, mas não me encaixo no rótulo."

6) Perguntar: fugir sistematicamente à moda pode transformar-se também em moda? Lembrar-se de que o texto centra-se exatamente nessa questão.

7) Depois de lerem a última parte da matéria ("Como fugir?), pedir que os alunos apresentem sua resposta à pergunta.

Produção de texto escrito

Solicitar que os alunos produzam um texto argumentativo sobre o tema. Lembrar que num texto argumentativo defende-se uma idéia, uma opinião, um ponto de vista, com o objetivo de convencer o leitor a aceitar nossa posição.


Mostrar que para tanto é necessário apresentar argumentos e utilizar estratégias argumentativas. Entre as estratégias, você pode relacionar a clareza; a ordenação sintática do texto; a citação de fatos, exemplos e fontes; o uso de figuras de linguagem adequadas, entre outros.

Se achar interessante, forneça títulos para o trabalho, pinçando frases interessantes dos depoimentos orais dos alunos ou mesmo da matéria lidas.

Carlos Emílio Faraco
licenciado em Letras pela USP, é autor de várias obras didáticas de língua portuguesa (gramática e literatura).

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos