Informações sobre o álbums
  • editoria:Fotos
  • galeria: Faculdade de Direito da USP declara reitor "persona non grata"
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/110929_protesto_usp_album.htm
  • totalImagens: 16
  • fotoInicial: 10
  • imagePath: http://ed.i.uol.com.br/album/
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20120126090706
    • João Grandino Rodas [55047];
    • USP [9238];
Fotos
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais
Em ato na noite desta quinta-feira (29), a direção da Faculdade de Direito da USP (Universidade de São Paulo) decidiu declarar "persona non grata" o reitor João Grandino Rodas, ex-diretor da unidade. O atrito entre a faculdade e Rodas começou com as críticas do dirigente à criação de um complexo esportivo do Centro Acadêmico da instituição. Desde então, os dois vêm trocando farpas por meio de notas. A assessoria de imprensa da USP disse que não iria se pronunciar sobre a decisão do Direito Monalisa Lins/UOL Mais

Faculdade de Direito da USP declara reitor "persona non grata"

Mais álbuns de UOL Educação x

Veja mais:

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos