Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2015/02/25/em-greve-professores-da-rede-estadual-protestam-no-parana.htm
  • totalImagens: 84
  • fotoInicial: 84
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150225103617
    • Curitiba [5098]; PR [5103];
    • Greve de professores [29344]; Educação [16614]; Protestos de educação [73191];
Fotos

25.fev.2015 - Professores da rede estadual realizaram uma grande manifestação com marcha até o Centro Cívico, onde fica o Palácio do Governo do Paraná, em Curitiba. A data coincidiu com a terceira rodada de negociações com o governo estadual, no Palácio Iguaçu. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Franklin de Freitas/Estadão Conteúdo Mais

25.fev.2015 - Professores da rede estadual realizaram uma grande manifestação com marcha até o Centro Cívico, onde fica o Palácio do Governo do Paraná, em Curitiba. A data coincidiu com a terceira rodada de negociações com o governo estadual, no Palácio Iguaçu. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Franklin de Freitas/Estadão Conteúdo Mais

25.fev.2015 - Professores da rede estadual realizaram uma grande manifestação com marcha até o Centro Cívico, onde fica o Palácio do Governo do Paraná, em Curitiba. A data coincidiu com a terceira rodada de negociações com o governo estadual, no Palácio Iguaçu. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Franklin de Freitas/Estadão Conteúdo Mais

25.fev.2015 - Professores da rede estadual realizaram uma grande manifestação com marcha até o Centro Cívico, onde fica o Palácio do Governo do Paraná, em Curitiba. A data coincidiu com a terceira rodada de negociações com o governo estadual, no Palácio Iguaçu. Franklin de Freitas/Estadão Conteúdo Mais

25.fev.2015 - Professores da rede estadual realizaram uma grande manifestação com marcha até o Centro Cívico, onde fica o Palácio do Governo do Paraná, em Curitiba. A data coincidiu com a terceira rodada de negociações com o governo estadual, no Palácio Iguaçu. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

25.fev.2015 - Professores da rede estadual realizaram uma grande manifestação com marcha até o Centro Cívico, onde fica o Palácio do Governo do Paraná, em Curitiba. A data coincidiu com a terceira rodada de negociações com o governo estadual, no Palácio Iguaçu. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

9.mar.2015 - Professores do Paraná decidiram em assembleia suspender a greve após 29 dias, mas votaram pelo estado permanente de greve. Eles definiram ainda que voltariam ao trabalho no dia seguinte, e as aulas recomeçariam a partir do dia 12. Segundo o sindicato da categoria (APP-Sindicato), esse tempo é necessário para preparar as escolas para receber os alunos. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

27.abr.2015 - Professores em greve entram em confronto com seguranças na frente da sede do Governo do Paraná, em Curitiba. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

27.abr.2015 - Professores em greve entram em confronto com seguranças na frente da sede do Governo do Paraná, em Curitiba. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

27.abr.2015 - Professores em greve entram em confronto com seguranças na frente da sede do Governo do Paraná, em Curitiba. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

27.abr.2015 - Professores estaduais em Curitiba retomaram a greve no sábado (25), deixando 950 mil estudantes sem aulas. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2015 - Policiais militares usam gás contra professores da rede estadual do Paraná, que voltaram a decretar greve e fizeram protesto contra o governo. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Rodolfo Buhrer/La imagem/Fotoarena/Folhapress Mais

28.abr.2015 - Policiais militares usam gás contra professores da rede estadual do Paraná, que voltaram a decretar greve e fizeram protesto contra o governo. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Rodolfo Buhrer/La imagem/Fotoarena/Folhapress Mais

28.abr.2015 - Polícia Militar do Paraná impede professores da rede estadual, em greve, de chegar ao Centro Cívico, onde fica a sede da Assembleia Legislativa de Curitiba (PR), que votou o projeto de lei que altera o regime de previdência social dos servidores. A categoria é contra a mudança, mas o projeto foi aprovado Joka Madruga/Futura Pressa/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2015 - Polícia Militar do Paraná impede professores da rede estadual, em greve, de chegar ao Centro Cívico, onde fica a sede da Assembleia Legislativa de Curitiba (PR), que votou o projeto de lei que altera o regime de previdência social dos servidores. A categoria é contra a mudança, mas o projeto foi aprovado Gisele Pimenta/Frame/Estadão Conteúdo Mais

28.abr.2015 - Estudantes apoiam os professores estaduais em greve, durante ato na Assembleia Legislativa do Paraná. A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Gisele Pimenta/Frame/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Professores em greve da rede estadual iniciam mais um dia de protestos na região do Centro Cívico, em Curitiba (PR). A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Professores em greve da rede estadual iniciam mais um dia de protestos na região do Centro Cívico, em Curitiba (PR). A categoria é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Pessoa ferida é levada por manifestantes após policiais militares jogarem bombas de gás e atirarem balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Homem mostra ferimento nas costas após policiais militares jogarem bombas de gás e atirarem balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Giuliano Gomes/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Homem é ferido na orelha por policiais militares que jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Giuliano Gomes/Estadão Conteúdo Mais

29.abr.2015 - Homem passa mal com a fumaça liberada pelas bombas de gás lançadas por policiais militares contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Sangue escorre de testa de homem ferido durante ação da Polícia Militar, que jogou bombas de gás e atirou balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Professores da rede estadual de ensino e servidores em greve protestam na Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico da capital paranaense, nesta quarta-feira (29), contra o projeto de lei Paraná Previdência que será votado hoje na Assembleia Legislativa do Estado. O grupo entrou em confronto com agentes da Polícia Militar que acompanhavam o ato. Alguns manifestantes ficaram feridos ao serem atingidos por balas de borracha Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Mulher ferida chega para receber atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Pessoas feridas aguardam atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Pessoas feridas aguardam atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Pessoas feridas aguardam atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Pessoas feridas aguardam atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Pessoas feridas aguardam atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Pessoas feridas aguardam atendimento. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Homem mostra pescoço ferido enquanto aguarda atendimento médico. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Homem mostra braço ferido enquanto aguarda atendimento médico. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Maurilio Cheli/SMCS Mais

29.abr.2015 - Homem é ferido durante ação violenta da Polícia Militar, que jogou bombas de gás e atirou balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Daniel Castellano/AGP/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Manifestante usa tampa de metal para se proteger enquanto outro grita durante protesto em Curitiba. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Daniel Castellano/AGP/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Pessoa ferida é atendida durante ato em Curitiba. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Joka Madruga/Futura Press/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Mulheres choram diante da violência da Polícia Militar, que jogou bombas de gás e atirou balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba (PR), contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Félix R. /Futura Press/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Daniel Castellano/AGP/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Daniel Castellano/AGP/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos Félix R. /Futura Press/Folhapress Mais

29.abr.2015 - Pessoa ferida é atendida durante ato em Curitiba. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos AFP Photo/ Leonardo Salomão Mais

29.abr.2015 - Pessoa ferida durante ato em Curitiba. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos AFP Photo/ Leonardo Salomão Mais

29.abr.2015 - Policiais atiram balas de borracha e bombas de gás contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos REUTERS/Joka Madruga Mais

29.abr.2015 - Manifestante é ajudado após policiais militares jogarem bombas de gás e balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos AFP Photo/ Leonardo Salomão Mais

29.abr.2015 - Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos AFP Photo/ Leonardo Salomão Mais

29.abr.2015 - Pessoa ferida é socorrida durante ato em Curitiba. Policiais militares jogaram bombas de gás e atiraram balas de borracha contra professores da rede estadual de ensino e servidores em greve que protestavam na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico, contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal. Centenas de manifestantes ficaram feridos AFP Photo/ Leonardo Salomão Mais

30.abr.2015 - O professor de sociologia Affonso Cardoso Aquiles, 31, foi uma das vítimas do embate entre policiais e manifestantes que ocorreu nesta quarta-feira (29), no Centro Cívico de Curitiba Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

30.abr.2015 - O professor de sociologia Affonso Cardoso Aquiles, 31, foi uma das vítimas do embate entre policiais e manifestantes que ocorreu nesta quarta-feira (29), no Centro Cívico de Curitiba Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

1º.mai.2015 - Professores em greve da rede estadual participam de ato na região do Centro Cívico, em Curitiba (PR). Eles protestam contra a violência sofrida por professores no embate da última quarta-feira (29). A categoria também é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

1º.mai.2015 - Professores em greve da rede estadual participam de ato na região do Centro Cívico, em Curitiba (PR). Eles protestam contra a violência sofrida por professores no embate da última quarta-feira (29). A categoria também é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

1º.mai.2015 - Professores em greve da rede estadual participam de ato na região do Centro Cívico, em Curitiba (PR). Eles protestam contra a violência sofrida por professores no embate da última quarta-feira (29). A categoria também é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

1º.mai.2015 - Vestidos de preto, manifestantes carregam caixão e cruzes durante protesto na manhã na avenida Cândido de Abreu, no Centro Civico, em Curitiba. Eles protestam contra a repressão policial e o governo estadual Fabiana Maranhão/UOL Mais

1º.mai.2015 - Aos gritos de "abaixa a bandeira!", manifestantes com bandeiras de partidos e centrais sindicais são hostilizados durante protesto de professores, servidores públicos e estudantes contra o governo estadual na manhã festa sexta-feira (1) no Centro Cívico, em Curitiba Fabiana Maranhão/UOL Mais

1º.mai.2015 - Manifestantes colocaram uma faixa preta em escultura na praça 19 de Dezembro, no Centro Cívico, em Curitiba, em luto contra repressão da Polícia Militar a protesto. Professores, servidores públicos e estudantes se concentram no local na manhã de hoje para manifestação que será realizada até lugar onde ocorreu confronto Fabiana Maranhão/UOL Mais

1º.mai.2015 - Em protesto nesta sexta-feira (1º) de professores, servidores públicos e estudantes, manifestantes jogam tinta vermelha no espelho d'água em frente ao palácio do governo em alusão às pessoas que ficaram feridas durante confronto entre PM e professores dois dias antes Fabiana Maranhão/UOL Mais

1º.mai.2015 - Manifestantes em frente ao palácio do governo do Paraná em protesto contra a repressão policial e o governo estadual. Segundo os organizadores, cerca de 10 mil pessoas, entre professores, estudantes e servidores públicos, se reuniram no local nesta sexta-feira. Após forte repressão na manifestação de dois dias antes, deixando mais de 200 feridos, a PM apareceu em pouco número nesta sexta Fabiana Maranhão/UOL Mais

1º.mai.2015 - Manifestantes cravam em praça no Centro Cívico cruzes com fotos dos deputados que votaram na última quarta-feira (29) a favor do projeto de lei que altera a previdência estadual Fabiana Maranhão/UOL Mais

1º.mai.2015 - Professores em greve da rede estadual participam de ato na região do Centro Cívico, em Curitiba (PR). Eles protestam contra a violência sofrida por professores no embate da última quarta-feira (29). A categoria também é contra projeto, já aprovado, que autoriza o governador Beto Richa (PSDB) a usar recursos do fundo de pensão ParanaPrevidência como parte das medidas de austeridade e ajuste fiscal Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

1º.mai.2015 - O servidor público Jairo Gomes Veloso exibe espécie de colar que fez com cápsulas de bomba de gás lacrimogênio que recolheu no confronto entre a Polícia Militar e professores na quarta-feira (29). Ele conta que foi atingido por balas de borracha nas pernas. Veloso participa de protesto na praça 19 de Dezembro, no Centro Cívico, em Curitiba, nesta sexta-feira Fabiana Maranhão/UOL Mais

2.mai.2015 - Cerca de 50 estudantes de escolas públicas realizaram um ato no fim da tarde deste sábado em frente ao palácio Iguaçu, sede do governo estadual, no Centro Cívico, em Curitiba. Eles deitaram no chão e fizeram um minuto de silêncio pelas centenas de pessoas que ficaram feridas no confronto entre a Polícia Militar e professores na última quarta-feira (29) Fabiana Maranhão/UOL Mais

5.mai.2015 - Servidores de diversas partes do Paraná realizam novo protesto no centro cívico de Curitiba. O ato, o terceiro desde o embate da última quarta-feira (29) que deixou mais de 200 professores feridos, foi organizado pelo Fórum das Entidades Sindicais e pela APP ? Sindicato. "Nós não vamos esquecer", disse a presidente da entidade Marlei Fernandes Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Servidores de diversas partes do Paraná realizam novo protesto no centro cívico de Curitiba. O ato, o terceiro desde o embate da última quarta-feira (29) que deixou mais de 200 professores feridos, foi organizado pelo Fórum das Entidades Sindicais e pela APP ? Sindicato. "Nós não vamos esquecer", disse a presidente da entidade Marlei Fernandes Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Servidores de diversas partes do Paraná realizam novo protesto no centro cívico de Curitiba. O ato, o terceiro desde o embate da última quarta-feira (29) que deixou mais de 200 professores feridos, foi organizado pelo Fórum das Entidades Sindicais e pela APP ? Sindicato. "Nós não vamos esquecer", disse a presidente da entidade Marlei Fernandes Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores colocam flores nas grades da Assembleia Legislativa do Paraná, local onde foi o confronto entre professores e a PM na semana passada Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores colocam flores nas grades da Assembleia Legislativa do Paraná, local onde foi o confronto entre professores e a PM na semana passada Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores colocam flores nas grades da Assembleia Legislativa do Paraná, local onde foi o confronto entre professores e a PM na semana passada Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores colocam flores nas grades da Assembleia Legislativa do Paraná, local onde foi o confronto entre professores e a PM na semana passada Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores colocam flores nas grades da Assembleia Legislativa do Paraná, local onde foi o confronto entre professores e a PM na semana passada Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores colocam flores nas grades da Assembleia Legislativa do Paraná, local onde foi o confronto entre professores e a PM na semana passada Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

5.mai.2015 - Professores em greve protestam no centro cívico de Curitiba. O espelho d'água do Palácio do Iguaçu está pintado de vermelho desde o último ato, realizado no dia 30. O grupo ainda colocou flores nas grades da Assembleia. Na semana passada, mais de 200 pessoas ficaram feridas em confronto entre PMs e professores no local Paulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo Mais

05.mai.2015 - Cerca de 15 mil professores no Paraná participam de uma assembleia no estádio Vila Capanema na tarde desta terça-feira que decidiu manter a greve já dura 11 dias. Pela manhã, 25 mil docentes e servidores de diversas categorias, segundo a Guarda Municipal, se concentraram em frente à Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) e saíram em caminhada em direção ao estádio na Vila Capanema Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo Mais

05.mai.2015 - Cerca de 15 mil professores no Paraná participam de uma assembleia no estádio Vila Capanema na tarde desta terça-feira que decidiu manter a greve já dura 11 dias. Pela manhã, 25 mil docentes e servidores de diversas categorias, segundo a Guarda Municipal, se concentraram em frente à Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) e saíram em caminhada em direção ao estádio na Vila Capanema Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo Mais

12.mai.2015 - Servidores estaduais, entre eles professores em greve, fazer um ato para pedir reajuste salarial no Paraná Lucas Gabriel Marins/UOL Mais

19.mai.2015 - Professores e funcionários de escolas e universidades estaduais, que estão em greve desde o fim de abril, entre outros servidores, se reúnem para protesto contra o governador Beto Richa, na praça Santos Andrade, em Curitiba (PR), nesta terça-feira Félix R./Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

19.mai.2015 - Professores e funcionários de escolas e universidades estaduais, que estão em greve desde o fim de abril, entre outros servidores, se reúnem para protesto contra o governador Beto Richa, na praça Santos Andrade, em Curitiba (PR), nesta terça-feira Félix R./Futura Press/Estadão Conteúdo Mais

9.jun.2015 - Professores ocupam as arquibancadas do Estádio Dorival de Britto (Vila Capanema), em Curitiba, na manhã desta terça-feira, para a assembleia que pode por fim à greve da categoria Franklin de Freitas/Estadão Conteúdo Mais

9.jun.2015 - Professores ocupam as arquibancadas do Estádio Dorival de Britto (Vila Capanema), em Curitiba, na manhã desta terça-feira, para a assembleia que pode por fim à greve da categoria Gel Lima/Código 19/Estadão Conteúdo Mais

9.jun.2015 - Professores decidem encerrar a greve da categoria no Paraná. O reajuste inicial será de 3,45% e será pago em outubro. O acordo ainda prevê um plano de reajuste até 2018 Franklin de Freitas/Estadão Conteúdo Mais

Veja fotos dos protestos de professores no Paraná

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos