Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/2015/05/13/dia-13-de-maio---saiba-mais-sobre-a-abolicao-da-escravatura.htm
  • totalImagens: 12
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150513050000
    • Educação [16614]; História [52603]; História do Brasil [52600]; Abolição da escravatura [54056];
Fotos

A Lei Áurea, sancionada pela princesa Isabel a 13 de maio de 1888, foi o resultado de uma batalha legislativa iniciada na década de 1870. Isabel enfrentou a resistência dos representantes dos proprietários de escravos para levar o projeto de lei à votação. "Vossa Alteza libertou uma raça, mas perdeu o trono", disse-lhe um parlamentar, após a aprovação da lei Reprodução Mais

Isabel Cristina Leopoldina Augusta Miguela Gabriela Rafaela Gonzaga de Orléans e Bragança era o nome completo da princesa Isabel, depois de seu casamento com Gaston d´Orléans, o conde d´Eu Reprodução Mais

O cotidiano dos escravos da cidade do Rio de Janeiro, nas décadas de 1860 e 1870, foi documentado pelo fotógrafo José Christiano de Freitas Henriques Júnior, ou simplesmente Christiano Jr., como assinava seus trabalhos. É interessante notar, na foto, o contraste entre o traje do barbeiro e seus pés descalços Reprodução/Edusp Mais

As ideias abolicionistas tiveram ampla penetração na sociedade brasileira a partir da década de 1870, conquistando políticos como Joaquim Nabuco, poetas como Castro Alves e artistas gráficos como Angelo Agostini. Agostini fundou diversas publicações - entre elas, a "Revista Illustrada" (foto), que atacavam as elites escravocratas. Na edição, a capa da revista comemora a promulgação da Lei Áurea. Reprodução Mais

A batalha de Avaí ocorreu em 11 de dezembro de 1868. O quadro de Pedro Américo retrata esta que foi uma das importantes vitórias brasileiras na Guerra do Paraguai. O papel desempenhado pelos soldados negros no conflito contribuiu para engajar o Exército nacional na causa abolicionista Museu Nacional de Belas Artes Mais

O engenheiro André Rebouças, em retrato pintado por Rodolfo Bernardelli. Rebouças se engajou na campanha abolicionista e ajudou a criar a Sociedade Brasileira Contra a Escravidão, ao lado de Joaquim Nabuco, José do Patrocínio e outros. Participou também da Confederação Abolicionista e redigiu os estatutos da Associação Central Emancipadora Museu Histórico Nacional Mais

De 1878 a 1888, Joaquim Nabuco foi o principal representante parlamentar dos abolicionistas. Excelente orador e polemista, escreveu vários libelos antiescravistas e buscou apoio na Europa para o movimento, transformando-se num de seus símbolos - e no alvo predileto do ódio dos escravocratas Wikimedia Commons Mais

O jornalista e escritor José do Patrocínio dedicou sua vida à causa abolicionista. Não se limitou, porém, a lutar por escrito contra a escravidão. Realizou conferências públicas, ajudou na fuga de muitos escravos e organizou núcleos abolicionistas, militando ativamente até o triunfo da causa, em 13 de maio de 1888 Wikimedia Commons Mais

Como advogado, Luís Gama (foto) conseguiu libertar mais de 500 escravos. Desenvolveu também uma intensa atividade abolicionista no jornalismo. Ao lado de Angelo Agostini, fundou o jornal satírico "Diabo Coxo", pioneiro da imprensa humorística no Brasil Domínio Público Mais

Há no Brasil de hoje várias comunidades quilombolas, formadas por descendentes de escravos que se refugiavam em quilombos, dos quais o mais conhecido foi o de Palmares. A foto mostra o quilombo campinho da independência, localizado em Paraty, Rio de Janeiro Quilombo Campinho da Independência/Divulgação Mais

O apoio de Dom Pedro 2º ao abolicionismo desagradou os escravocratas, aproximando-os do movimento republicano e contribuindo para o fim do Império. A ideia republicana passava a simbolizar, para os fazendeiros, a possibilidade de manter seus privilégios ameaçados pelo reformismo dos abolicionistas monárquicos Divulgação Mais

O Dia da Consciência Negra (20 de novembro) comemora a luta pela igualdade e contra o preconceito racial. O dia 20 de novembro é aniversário da morte de Zumbi, grande líder do quilombo dos Palmares, assassinado em 1695 Tânia Rêgo/Agência Brasil Mais

Dia 13 de maio - Saiba mais sobre a abolição da escravatura

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos