Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://educacao.uol.com.br/album/mobile/2013/07/09/selos-ilustram-o-periodo-da-revolucao-constitucionalista-de-1932.htm
  • totalImagens: 13
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20130709020000
    • São Paulo [5110];
    • Revolução Constitucionalista de 1932 [55421];
Fotos

No dia 9 de julho é comemorado em São Paulo o aniversário do Movimento Constitucionalista de 1932, ano que marcou a história do Estado e do Brasil. Quase um mês depois do início do levante, foi publicado um decreto estadual que autorizava a impressão de selos postais de diversos valores apoiando o movimento pró-constituição. A medida foi parte da mobilização dos combatentes para atrair os olhos da população em prol da causa. Confira a seguir outros selos que revivem o período e um pouco da história da Revolução de 1932 Coleção particular Mais

Uma luta por um país mais democrático, com uma Constituição, era a principal reinvindicação dos paulistas. Na época, Getúlio Vargas ocupava a presidência da República devido a um golpe de Estado, aplicado após sua derrota para o paulista Júlio Prestes nas eleições presidenciais de 1930. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Em 25 de janeiro de 1932, aniversário de São Paulo, aconteceu o primeiro protesto, na praça da Sé, contra o regime. Compareceram cerca de 200 mil pessoas. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

A ruptura da política do café-com-leite - alternância de poder entre as elites de Minas Gerais e São Paulo, também foi um grande fator para o descontentamento dos paulistas, uma vez que a classe dominante do estado perdia grande participação no governo. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Como resposta, Getúlio Vargas se negou a dividir o poder com os paulistas e ameaçou reduzir seu poder dentro do próprio Estado de São Paulo, com a nomeação de um interventor não paulista. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

A atitude de Getúlio revoltou os paulistas e o conflito teve início, no dia 9 de julho. Na data, o Brasil assistiu ao início de seu maior conflito armado, e também a maior mobilização popular de sua história. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Apesar de ter sido iniciado pela elite paulista, o movimento ganhou adesão popular. Os paulistas utilizaram os meios de comunicação em massa para convidar a população a lutar. Os jornais e emissoras de rádio do estado deram forte apoio aos combatentes. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Muitos morreram durante a revolução e quatro jovens se tornaram símbolos da luta: Mário Martins, Euclides Miragaia, Dráusio Marcondes, Antônio Camargo, o MMDC. Os quatro foram mortos por policiais durante um protesto a favor da constituição, no dia 23 de maio. Após o fato, o movimento ganhou mais força. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

As tropas paulistas lutaram praticamente sozinhas contra o resto do país. As armas e alimentos eram fornecidos pelo próprio Estado, que mais tarde conseguiu o apoio do Mato Grosso. Cerca de 135 mil homens aderiram à luta, que durou três meses e deixou quase 900 soldados mortos no lado paulista. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Ao final, os combatentes foram inibidos e as tropas se renderam, após terem negociado a anistia para os soltados e exílio para as lideranças. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

O grande trunfo do movimento constitucionalista foi a convocação de Assembleia Nacional Constituinte, dois anos depois. Acima, imagem de selo criado em 1932, no Estado de São Paulo, a favor da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Algumas curiosidades: O obelisco do Ibirapuera presta homenagem aos mártires da "Guerra Paulista"; os paulistas criaram o próprio dinheiro durante a revolução, o chamado "Bônus pró-constituição"; o levante foi um dos principais marcos da formação da identidade paulista. Acima, imagem de selo comemorativo da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Algumas curiosidades: Houve campanha para arrecadação de ouro visando custear as operações militares. Ainda hoje na Rua Álvares Penteado, número 23, é possível ver o prédio chamado "Ouro para o Bem de São Paulo", construído em um terreno que pertencia à Santa Casa de Misericórdia com o ouro obtido durante a campanha. Acima, imagem de selo comemorativo dos 50 anos da Revolução Constitucionalista Coleção particular Mais

Selos ilustram o período da Revolução Constitucionalista de 1932

Mais álbuns de UOL Educação x

Últimos álbuns de Educação

UOL Cursos Online

Todos os cursos