UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Artes

Romantismo

Arte valoriza a emoção

Valéria Peixoto de Alencar*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação
Você já viu um filme romântico? Leu um romance? Você se considera uma pessoa romântica? Pois saiba que além das idéias de apaixonado e sentimental, a palavra romântico está ligada a um movimento artístico e cultural que não tinha apenas essas características. O quadro abaixo é um exemplo romântico - e não está ligada à noção de "romantismo" que normalmente temos.


A Liberdade guiando o povo de Delacroix
"A Liberdade Guiando o Povo", Eugène Delacroix, 1830, óleo s/tela
Observe o quadro. Como é a expressão dos personagens? A cena é calma? Emocionante?

Este quadro de Eugène Delacroix é um dos marcos do romantismo. O artista mudou a pintura francesa ao não aceitar os padrões impostos pelo neoclassicismo. Ele acreditava que a cor era mais importante que a forma, e a imaginação, mais importante que a razão.

Emoção à tona
As cores fortes pretendem trazer a emoção à tona. Nessa obra, Delacroix retrata um acontecimento histórico, a rebelião dos republicanos e liberais contra o rei Carlos 10o em 1830, na França. O fato escolhido pelo pintor é verídico, mas a maneira de retratá-lo é fantasiosa: é pouco provável que houvesse uma mulher de seios nus durante a rebelião, guiando os manifestantes!

O artista romântico criava em suas obras uma atmosfera de fantasia e heroísmo, valorizando a emoção e a liberdade de criação. Além de acontecimentos históricos contemporâneos, também tinha como temática culto à natureza.

O romantismo pode ser descrito como o movimento artístico e filosófico que surgiu no fim do século 18 e se estendeu pelo 19, decorrente das fortes mudanças sociais, políticas e culturais na Europa, sob os efeitos da Revolução Francesa e da Revolução Industrial. Ë uma visão de mundo subjetiva e emotiva, oposta à racionalidade e objetividade do neoclassicismo e do iluminismo.

Como expoentes do romantismo, além do pintor Eugène Delacroix (1798-1863), podem-se citar os artistas Théodore Géricault (1791 - 1824) na França, e William Turner (1775 - 1851) e John Constable (1776 - 1837) na Inglaterra, entre outros.

Goya

As primeiras manifestações românticas na pintura foram realizadas por Francisco de Goya (1746-1828), que, apesar de pertencer à academia, não seguia as regras do racionalismo neoclássico. Em muitas de suas pinturas há contrastes de luz e sombra que dão um efeito dramático à cena.



Folha Imagem
Goya, "Saturno Devorando Seus Filhos", 1815, óleo s/tela


Nesse quadro, ainda que a cena retratada faça referência a uma parte da mitologia greco-romana, proposta neoclássica, a forma como Goya retrata é dramática.

Além de sua presença na arte e na filosofia, temos o movimento romântico na música e na literatura, vertentes que no Brasil (saiba mais sobre o romantismo na literatura brasileira) tiveram muita força com o maestro Carlos Gomes e o escritor José de Alencar.

*Valéria Peixoto de Alencar é historiadora formada pela USP e cursa o mestrado em artes no Instituto de Artes da Unesp. É uma das autoras do livro "Arte-Educação: Experiências, Questões e Possibilidades" (Editora Expressão e Arte).

Compartilhe:

    Receba notícias

    Vídeos

    Porta Curtas

    Procure um filme por tema, nome do diretor, ano de produção ou outra palavra-chave

    Biografias Datas Comemorativas Revistas e Sites Museus

    Veja acervo e serviços de museus brasileiros e estrangeiros

    Fotos

    Galerias, exposições, mostras, festivais e outros eventos

    Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host