UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de setembro 2007

Nacional ou importada: qual a cara do Brasil?

Muitos jovens rejeitam certos aspectos da cultura nacional, mostrando-se avessos a músicas, filmes, hábitos e até a comidas brasileiras. Por outro lado, existem jovens entusiastas de tudo que se refere ao Brasil. A questão não é nova. Já se colocava na década de 1920, quando Tarsila do Amaral pintou a tela "Abaporu" e Oswald de Andrade lançou o "Manifesto Antropofágico". O que você pensa da questão?

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

3.5

A cara brasileira

Certamente por qualquer ângulo que se analise a questão da nacionalidade brasileira versus a importância cultural, ética no nosso país onde se torna um caso bem polêmico. A nação brasileira está buscando ultimamente a exportação de gírias, costumes, alimentação, dentre outras. Essa exportação é evidente na vida dos brasileiros causando assim uma possível desvalorização de nossa nacionalidade.

Deve-se entender que tais transformações acabam acarretando conseqüências as gerações futuras de forma que eles a cada vez mais estarão buscando uma cultura diferente, estrangeira.

Vale acrescentar que essa miscigenação de cultura está claramente estampada em diversos setores da vida cotidiana nos outdoors, alimentos, internet, roupas sendo acrescentados sem que se percebam afetando diretamente as nossas costumes e principalmente nossas raizes nacionais.

Resta saber qual será a saída para tal invasão? Qual será o resultado dessa guerra de costumes? Em suma o mais importante é que valorizemos a cara nacional, a verdadeira "cara brasileira".

Comentário geral


A divisão em parágrafos é clara, no entanto os argumentos não estão bem desenvolvidos. A precariedade sintática e a impropriedade no uso de certos vocábulos comprometem bastante o sentido geral do texto.

Aspectos pontuais


1) O primeiro período apresenta precariedade sintática acentuada. O vocábulo "onde" é usado de forma imprópria. Uma formulação mais simples para o raciocínio seria: "Por qualquer ângulo que se analise a questão, ela é bem polêmica".

2) Observe o uso de "exportação" no lugar de "importação". Erros dessa natureza comprometem o texto, pois interferem diretamente naquilo que está sendo dito, ultrapassando o âmbito lingüístico.

3) O último parágrafo traz duas interrogações que não cabem na conclusão, pois elas são justamente o ponto de partida da discussão. A verdadeira proposta de solução para o problema vem a seguir: valorizar a identidade nacional. Mas como?

Competências avaliadas

Competência Nota
1. Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 0,5
2. Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 1,0
3. Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 1,0
4. Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingüísticos necessários para a construção da argumentação. 0,5
5. Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 0,5
Total 3.5

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host