UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de dezembro de 2009

Caso Geisy: exibicionismo, machismo, intolerância ou má-educação?

Geisy Arruda, aluna de uma universidade em São Bernardo do Campo (SP), precisou de escolta policial para voltar para casa. Ela teria provocado a hostilidade de cerca de 700 colegas, pelo apertado minivestido pink com que foi à escola. A estudante, xingada e humilhada, admitiu, depois, que errou ao usar essa roupa. Enquanto muitos a defendem, como os estudantes de Brasília, que manifestaram solidariedade, saindo nus em passeata, outros consideram o caso um ato de exibicionismo erótico premeditado. Expulsa da faculdade, depois readmitida, Geisy não voltou às aulas, mas tem ido a programas de TV para falar do episódio. Tornou-se, por enquanto, uma celebridade. Mas, afinal, onde está o centro desta polêmica? No vestuário feminino, no machismo e na intolerância ou na má-educação da sociedade em geral?

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

5,0

A coerência nas costuras

Os tecidos envoltos aos corpos humanos ainda remetem polêmica no cotidiano. Cada indivíduo enfrenta, constantemente, críticas estéticas. Para evitar tantas opiniões alheias, relaciona-se, quase automaticamente, a roupa que se usará ao local de destino. A estudante Geisy, porém, preferiu ignorar esta relação e, assim, admitir os rumores.

Com um vestido curto e colado ao corpo, a jovem não só instigou sexualmente os colegas escolares, como também absteu-se [absteve-se] do ambiente onde estava e do próprio respeito aos professores e universitários. A reação dos alunos somente verbalizou o desacato sentido pelos próprios [por eles].

A escola é um local de aprendizado e conhecimento que exige discrição e postura compatível. Logo, as vestimentas escolhidas pela jovem não representam uma afirmação de livre-arbítrio, mas sim uma decisão inconsequente.

As regras escolares também deveriam ter sido mais clamadas no estabelecimento, para assim evitar uma punição injusta. Com o conhecimento das normas, grandes confusões seriam evitadas e a integridade do ambiente manteria-se [manter-se-ia, seria mantido].

Em suma, todo ambiente tem as suas características individuais, uma escola difere-se [difere] de um shopping, um botequim de uma igreja e assim sequencialmente. Portanto, a lógica é instrumento essencial às escolhas das atitudes, das palavras e, com igual ou maior relevância, da aparência refletida. Geisy, com o seu comportamento "desmedido", representa a ideologia nada simpática da "popularidade a qualquer medida".

Comentário geral

O texto é bem razoável e, não fosse um defeito muito grave - o uso inadequado e incorreto do vocabulário -, seria bom. No afã de usar as palavras de um modo elevado ou poético, de "falar bonito", por assim dizer, o autor resvala na obscuridade, na ambiguidade e em diversos equívocos.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) A primeira frase é um exemplo claro da inadequação vocabular. O que se quer dizer é "Roupas podem provocar polêmica", mas opta-se por uma perífrase ("tecidos envoltos nos corpos humanos") que não tem razão de ser. b) "Remeter" não significa "causar", "provocar", que é o que se pretende dizer aqui. c) As críticas podem não ser estéticas e, no caso de Geisy, se relacionavam à moral não à estética. d) Por não usar a roupa adequada, Geisy foi o pivô de um tumulto. Esse é o fato. Que "rumores" ela teria "admitido"? A que o autor se refere ao dizer "admitir rumores"? Vejam-se os significados das duas palavras para evidenciar que elas não servem para expressar o que tem de ser dito.

2) Segundo parágrafo: a) "Abster-se" significa "não aceitar", "recusar", "deixar de fazer". Ou seja, se estava no ambiente, Geisy não se absteve dele. b) "Verbalizar" também é inadequado aqui. Melhor seria "expressar". "Verbalizar" significa "expressar em palavras". Ora, aconteceu praticamente um linchamento, o que é uma expressão muito mais forte do que uma simples "verbalização".

3) A mesma inadequação ocorre a propósito de todas as palavras assinaladas em vermelho no parágrafo seguinte. É importante consultar o dicionário e descobrir por quê. Outra alternativa é não empregar palavras cujo sentido se desconhece ou do qual não se tem certeza. É melhor usar um vocabulário simples, do que cometer erros para falar difícil.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1,0
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.1,0
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.1,0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,0
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1,0
Total 5,0

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host