UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

6,5

A família é uma só

Dos mais diversos tipos de uniões entre casais na sociedade atual, existe apenas um tipo que deve ter o monopólio da capacidade de ser mencionada como família, que é a família tradicional, constituída por uma mulher, um homem e a prole.

A dita "família tradicional", se [tradicional” se] baseia em definições sociais atribuídas de gerações em gerações, em que um homem se une com uma mulher para formar uma família gerando, ou não, os seus descendentes. Tentar mudar esse conceito, que sempre deu certo, para o conceito das "famílias alternativas", pode trazer consequências graves em futuro não tão distante, sejam essas a influência psicológica em uma criança que foi adotada ou até mesmo na estrutura da sociedade, isto é, na conjunção que é definida a sociedade nos tempos atuais.

As mudanças de paradigmas que existem durante as transformações da sociedade, muitas vezes transforma [vezes, transformam] um corpo social estável em um não tão estável. O conceito da família alternativa, vem [alternativa vem] sendo atribuindo [atribuído] a uma “sociedade alternativa” , instável, cuja principal característica é a mudança de conceitos, de pensamentos, que geram  [gera,] na maioria das vezes, a deturpação do que sempre foi considerado moral. Em outras palavras, seria como se a sociedade estivesse [tivesse] escrito um livro que desse certo, e apagasse ele [o apagasse] para escrevê-lo de novo com autores de pouca moral, já pronto para acumular poeira.

A família [família,] sendo um dos pilares da sociedade, deve ser respeitada com uma única estrutura, homem e mulher, afim [a fim] de que não haja uma decadência estrutural social com o tempo. Espera-se que qualquer decisão política/governamental, venha [político-governamental venha] a favorecer os interesses de conceitos que sempre deu [deram] e sempre dará [darão] certo.

Comentário geral

Texto razoável. Independentemente de se concordar com a opinião do autor, nota-se que ele sabe apresentá-la, tem um tese e dá argumentos em sua defesa. Por outro lado, são poucos argumentos (basicamente, o fato de que a tradição mostra a eficácia social da família convencional). Além disso, alguns deles não são muito consistentes e facilmente questionáveis. Por fim, há equívocos linguísticos e conceituais, que também ajudam a diminuir a nota do texto como um todo.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: a) Para começar, uniões entre casais quer dizer que dois ou mais casais estão se unindo e não é esse o significado pretendido pelo autor. Melhor seria falar em união de pessoas. b) desnecessário repetir a palavra tipo. c) Por o monopólio da capacidade de ser mencionada como família, o autor quer dizer simplesmente que apenas um tipo de união deve ser chamado de família.

2) Segundo parágrafo: a) melhor do que atribuídas seria dizer transmitidas de geração em geração (o plural gerações é desnecessário, pois, se é transmitido de uma geração para outra, fica pressuposto que se trata de um movimento continuado que perpassa várias gerações). b) Não é o conceito que deu certo. O que pode ter dado certo, desde um passado remoto até os dias atuais, é a família propriamente dita. O fato, o fenômeno, a coisa existe antes do conceito. Justamente, fala-se em manter ou alterar o conceito jurídico de família tendo em vista que surgiram outras formas de união que também funcionam como a família tradicional. c) O autor deve querer dizer influência, pois influência psicológica por si só também ocorre na família convencional. d) Só o autor saberia explicar o que ele entende por conjunção, na frase em que ele aplicou essa palavra. Achamos que ele queria dizer no modo que é definida a sociedade nos tempos atuais.

3) Terceiro parágrafo: não fica claro o que ele quer dizer com sociedade alternativa. O que se discute é mudar o conceito de família na nossa sociedade brasileira de hoje.

4) Quarto parágrafo: mais uma vez, o conceito é uma ideia abstrata e, como tal, não tem interesses próprios. Aparentemente o autor se refere aos interesses dos que defendem o conceito de família tradicional.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1,5
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.1,5
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.1,0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,5
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1,0
Total 6,5

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host