UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de junho de 2009

Combate ao fumo: autoritarismo ou dever do governo?

Foi aprovada, no dia 7 de maio de 2009, pelo governador de São Paulo, uma lei antifumo válida para todo o Estado. A partir de 7 de agosto, está proibido fumar cigarros, cachimbos ou charutos em todos os lugares públicos fechados ou semifechados. Só será possível fumar no próprio carro, dentro de casa ou no meio da rua, desde que não haja tetos, toldos, ou guarda-sóis. Essa lei, aplaudida por muitas entidades e autoridades ligadas à saúde, é também criticada com violência por pessoas que a consideram radical e autoritária, pois tiraria do cidadão boa parte de sua liberdade, que passa a ser vigiada, e o livre-arbítrio para fumar ou não. Como você se posiciona diante dessa questão?

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

1.5

A fumaça que leva à morte

O tabagismo constitui-se em [constitui] um sério problema, por que [porque], comprovadamente, afeta a saúde dos fumantes e das pessoas que com eles convivem. O cigarro está entre as drogas mais consumidas do [no] Brasil e do [no] mundo, onde constam inúmeros casos de viciados, mas [. Mas] como acabar com este [esse] vício e com o consumo desta [dessa] droga?

O fumo é composto de numerosas substâncias, algumas cancerígenas, entre elas a nicotina, causadora de dependência e que atua diretamente no sistema nervoso central. Encontra-se [no cigarro] também o monóxido de carbono que[,] junto com a nicotina[,] agem sobre o coração e vasos. Uma droga que traz muitas conseqüências [consequências] ao seu usuário, sendo a principal [as principais] o câncer de pulmão, de boca, laringe, esôfago, infecções respiratórias, bronquites, infartos do miocárdio, doenças circulatórias e distúrbios em vários órgãos.

Para acabarmos com este problema[,] cada uma [um] deve fazer sua parte, deixando o cigarro por vontade própria e procurando ajuda para se livrar do vício. Assim, diminuiremos muito os problemas causados pelo tabagismo, e a saúde do ex-fumante agradecerá.

Comentário geral

O texto foi criado sem atentar para a proposta de redação: autoritarismo ou obrigação do governo? Não se pediu para serem desenvolvidos tópicos relacionados ao mal que o cigarro causa. Portanto, o texto fugiu ao tema, o que é muito grave em textos dissertativos.

Aspectos pontuais

1. No primeiro parágrafo, usou-se o verbo "constituir-se", que significa "tornar-se", "passar a ser"; deveria ter sido usado o verbo "constituir" (sem o pronome reflexivo), que significa "ser", "ser a base de algo"; dessa forma, deve-se dizer: "o tabagismo constitui um sério problema".

2. Quando se fala na causa de algum problema, deve-se usar "porque", conjunção causal [escreve-se junto, sem vírgulas antes]. Assim: "O tabagismo constitui um sério problema porque afeta a saúde dos fumantes e das pessoas que com eles convivem".

3. No segundo parágrafo, há um erro de concordância entre o sujeito e seu verbo. O sujeito da oração é "que" (= monóxido de carbono). "Nicotina" não é sujeito, faz parte de outra construção (que fica entre vírgulas). Assim: "...o monóxido de carbono que, junto com a nicotina, age sobre o coração e vasos...".

Problemas mais graves

O mais grave que pode acontecer a um texto é fugir do tema proposto.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.0.5
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.0.0
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.0.0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingüísticos necessários para a construção da argumentação.0.5
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.0.5
Total 1.5

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host