UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de julho de 2009

A virgindade é um valor moral a ser preservado?

Tanto a vida sexual precoce de muitos adolescentes quanto a opção pela virgindade são motivo de polêmicas. Nestes tempos de tolerância, ou permissividade, a castidade até o casamento volta a ser valorizada pelos jovens, como era por seus bisavós. Numa inversão de papéis, muitos pais da geração dos anos 1960 consideram seus filhos conservadores. Outros suspiram aliviados, ou porque são religiosos, ou porque têm medo de doenças sexualmente transmissíveis, ou, ainda, porque acham que a virgindade é sinal de juízo. Entre os jovens, há guerras de opinião em blogs e comunidades da internet. E você, o que acha? A virgindade até o casamento é ou não importante para o relacionamento de um casal?

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

7.5

A geração da istantaniedade [instantaneidade]

Em uma sociedade que não apresenta perplexidade alguma diante de relacionamentos descartáveis, é fato que a opção de manter a virgindade até o casamento é considerada conservadora. A confusão cometida é clara: o aumento do acesso à informação está longe de ser diretamente proporcional à responsabilidade e à consciência do jovem.

A liberdade adquirida pela juventude ao longo dos anos faz parte de uma cultura istantânea, [instantânea] que traz consigo vontades e desejos sexuais[,] que são tratados pelos jovens de forma indispensável e inconsequente - e com os quais os mesmos são incapazes de lidar.

Junto a [Em] uma cultura que não julga mais a separação, a banalização do sexo tem trazido problemas estatisticamente comprovados[,] como o aumento da gravidez na adolescência, da disseminação das DSTs e das crianças que nascem sem um planejamento prévio e acabam nas ruas. A sexualidade inserida no contexto conjugal, por sua vez, é relativa; porém, é importante lembrar que o ser humano carrega as marcas deixadas por relacionamento[s] anteriores por toda sua vida. Prova disso são os níveis crescentes de depressão e doenças psíquicas registradas pelas clínicas.

Não obstante, é hipocrisia exigir da juventude aquilo que a geração anterior não teve para dar o exemplo: [para dar: o exemplo da] responsabilidade. Por isso, a geração atual é a única que poderá reverter esse quadro; não ocorrerá tão cedo.

Considerações gerais

A dissertação já ataca com clareza os pontos que deseja discutir: cultura 'instantânea' e responsabilidade ou não. O desenvolvimento da ideia central é eficiente, evidenciando as consequências disso, incluindo-se aí as doenças psíquicas. Assim, o texto é sólido o bastante, mesmo ao apresentar um último parágrafo obscuro, parcialmente contraditório.

Aspectos pontuais

1. A grafia errada e repetida no título e no segundo parágrafo de "instantânea" deve ser corrigida: a palavra vem de "instante", portanto, com 'n'; a formação do substantivo do título recebe o sufixo, portanto: instantâne(o) + -i- + -dade

2. Ao escrever, devemos cuidar para não usarmos excesso de "que", o pronome relativo mais popular que existe. Como assinalado em todos os parágrafos, aqui houve uso exagerado. Sempre é possível construir uma frase mais madura.

3. No segundo parágrafo, o uso de "os mesmos" como sinônimo de "eles" é inadequado em português do Brasil. Neste caso, pode cair, sem prejuízo: "...são tratados pelos jovens de forma indispensável e inconsequente - e com os quais são incapazes de lidar."

4. No terceiro parágrafo, Junto a é expressão errada, que significa "adido" "acrescentado". No caso, não é "junto a uma cultura", mas "na cultura".

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1.5
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.2.0
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.2.0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingüísticos necessários para a construção da argumentação.1.0
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1.0
Total 7.5

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host