UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de abril de 2010

Qual o papel da imprensa numa sociedade democrática?

Pesquisa do Instituto Análise revela que 91% dos brasileiros pensam que a imprensa ajuda a combater a corrupção ao divulgar escândalos que envolvem políticos e autoridades. Trata-se de uma grande maioria, que aumenta, passando para 97%, quando se pergunta se a imprensa tem o dever de investigar e divulgar esses problemas. Mas há quem pense que a imprensa vê as coisas por um prisma negativo, dando especial destaque aos aspectos ruins ou prejudiciais de certos fatos. É claro que nem só de denúncias pode viver o jornalismo, mas, de qualquer forma, ninguém se declara a favor da censura e todos concordam que a imprensa livre é fundamental para o funcionamento da democracia. O que você tem a dizer sobre esse tema? Qual é, a seu ver, o papel da imprensa numa sociedade democrática?

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

4,0

A imprensa é a base do sistema econômico vigente

O sistema econômico do mundo de hoje é o capitalismo técnico científico informacional [técnico-científico-informacional]. Neste [,] a informação torna-se uma obrigatoriedade para o cidadão e [,] para que se supra tal necessidade [,] a imprensa deve atuar de forma livre e impessoal.

A informação torna-se uma necessidade já que é preciso conhecer para produzir e também para vender o que se produz. Portanto, o capitalismo informacional faz uso dos saberes das pessoas que [,] por sua vez [,] fazem uso dos diversos meios de comunicação; [,] dentre eles a imprensa.

Dessa forma percebe-se que ela [a imprensa] , como também os diversos meios de comunicação, representa a base na qual estão apoiadas pessoas aptas a se inserirem no mundo capitalista. O cidadão que não faz uso dessa fonte de informação fica excluído do mundo de hoje e, consequentemente, sujeito à marginalização e a uma vida de misérias.

Entretanto, para que esse órgão haja [aja] de forma correta [,] deve sempre buscar a impessoalidade a fim de apenas informar; aliás, como disse o presidente do Brasil - [,] Luis [Luiz] Inácio Lula da Silva - [,] a imprensa não deve ser um órgão fiscalizador, pois para tal função já existem outros como por exemplo [outros, como] o Tribunal de Contas da União e a Corregedoria-Geral da República.

Logo conclui-se que o papel da imprensa numa sociedade democrática é informar de forma clara, concisa e impessoal. Desse modo as pessoas tornaram-se [tornar-se-ão] capacitadas para seus trabalhos e poderão [,] com a informação [,] criar uma formação [opinião] própria sobre pessoas, ideologias, enfim, sobre tudo que as cerca.

Comentário geral

O enfoque econômico levou a análise do tema a um leve desvio da proposta (mais ligada a aspectos políticos e sociais). O problema principal, porém, é que, mesmo dentro desse viés, o tema não foi adequadamente analisado, ficando limitado a considerações muito questionáveis e/ou equivocadas. O equívoco maior fica evidente no título. "A imprensa é a base do sistema econômico vigente". Num sentido mais amplo, a informação pode ser considerada a base da economia no mundo globalizado, mas não a imprensa propriamente dita. De qualquer modo, mesmo admitindo as premissas confusas do autor, o texto carece de planejamento, informações e organização objetiva da sequência de dados.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: para haver ligação clara entre o tema e a afirmação inicial, de que o sistema econômico do mundo de hoje é o capitalismo técnico científico informacional, é preciso avaliar se todas as sociedades democráticas atuais são seguidoras desse sistema e mostrar como ele contribui para a manutenção dessa democracia.

2) Segundo parágrafo: há uma repetição próxima de expressões, desvalorizando a linguagem.

3) Terceiro parágrafo: a) "Ela", no início do terceiro parágrafo, não tem referente próximo bem definido, já que retoma algo citado em outro parágrafo, por isso é necessário deixar isso claro, mesmo que seja pela repetição do termo ("a imprensa"); b) a relação entre a falta de uso da imprensa e a consequente vida de misérias precisaria ser mais bem fundamentada, pois é questionável e radical demais para ser exposta como fato.

4) Quarto parágrafo: a citação de Lula, criticando o aspecto fiscalizador da imprensa, não faz sentido nesse texto, uma vez que não houve enfoque político. Não há nenhuma informação sobre a relação entre imprensa e cobertura dos acontecimentos políticos.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1,0
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.0,5
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.1,0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,0
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.0,5
Total 4,0

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host