UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Proposta de abril de 2010

Qual o papel da imprensa numa sociedade democrática?

Pesquisa do Instituto Análise revela que 91% dos brasileiros pensam que a imprensa ajuda a combater a corrupção ao divulgar escândalos que envolvem políticos e autoridades. Trata-se de uma grande maioria, que aumenta, passando para 97%, quando se pergunta se a imprensa tem o dever de investigar e divulgar esses problemas. Mas há quem pense que a imprensa vê as coisas por um prisma negativo, dando especial destaque aos aspectos ruins ou prejudiciais de certos fatos. É claro que nem só de denúncias pode viver o jornalismo, mas, de qualquer forma, ninguém se declara a favor da censura e todos concordam que a imprensa livre é fundamental para o funcionamento da democracia. O que você tem a dizer sobre esse tema? Qual é, a seu ver, o papel da imprensa numa sociedade democrática?

Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

7,0

A imprensa e o estado democrático - ética, responsabilidade e exercício da cidadania

Atualmente, a imprensa constitui-se em um dos pilares sobre os quais se fundamenta um Estado democrático. Salvo países em que a liberdade de expressão está cerceada por poderosos mecanismos de controle por parte de Governos autoritários, a liberdade dos meios de comunicação está difundida mundialmente. Recentemente, o "Google", o maior site de busca da rede mundial de computadores, retirou-se da China comunista, pois tinha seus serviços censurados pelo governo daquele país. O acesso aos resultados de termos como "praça da paz celestial [Paz Celestial] ", "Tibete" e "Taiwan" era bloqueado por meio de um rígido sistema de controle. Diante disso, os responsáveis pelo site optaram por encerrar suas atividades naquele país. O Brasil também viveu, em sua história mais recente, um cerceamento da liberdade de imprensa, que era manipulada segundo os interesses do Governo militar.

Não há que se conceber democracia e liberdade civil sem meios de comunicação imparciais e transparentes. Os diferentes meios de divulgação da informação (imprensa escrita, falada e eletrônica) têm a função de informar e instigar a sociedade e os seus representantes a uma reflexão crítica dos fatos. Por intermédio dos diferentes órgãos da imprensa, a sociedade pode acompanhar os mais diversos acontecimentos para fiscalizar e exigir das autoridades e dos representantes de órgãos públicos condutas que venham de encontro ao interesse comum.

A esse importante papel da imprensa como um instrumento de expressão da sociedade civil, soma-se a divulgação de cultura e entretenimento. Um número cada vez maior de pessoas têm acesso a meios de comunicação mais baratos, o que nos permite afirmar que a informação tornou quase todos os indivíduos socialmente igualitários. Em sociedades democráticas, o acesso é livre; basta, no entanto, torná-lo cada vez mais ampliado a todos os segmentos sociais e pontos geográficos mais remotos. Neste século de comunicação informatizada, o computador será o grande instrumento da imprensa a romper as barreiras sociais que ainda restam. Quando todos os lares e escolas tiverem todo tipo de informação ao alcance das mãos, falaremos em democratização da informação.

Comentário geral

Há boas relações estabelecidas entre imprensa e democracia social, com exemplos atuais, como o caso do site Google na China, mas falta organização na apresentação da análise, ou seja, na estrutura dissertativa: uma parte do desenvolvimento aparece no parágrafo introdutório, deixando-o longo; o segundo parágrafo, que deveria iniciar a argumentação, ficou breve e abstrato; em seguida já vem o parágrafo de conclusão, que volta a indevidamente ficar longo, por ainda trazer parte do desenvolvimento. Além disso, o título também está muito extenso.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: ao iniciar a referência ao Google, como exemplo do que foi dito antes, caberia uma mudança de parágrafo, pois o texto já está desenvolvendo a tese exposta na introdução.

2) Segundo parágrafo: conteúdo baseado em raciocínios coerentes, mas abstratos demais. Faltou o suporte de exemplos concretos.

3) Terceiro parágrafo: a) Primeiro o texto afirma que a "informação tornou quase todos os indivíduos socialmente igualitários", mas essa afirmação é genérica demais, pois não mostra em quais aspectos se baseia essa tão questionável "igualdade"; b) "acesso livre" a quê? É preciso usar alguma expressão que retome o referente "informação", completando sintaticamente a frase.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1,5
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.1,5
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.1,5
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,5
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1,0
Total 7,0

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host