UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

7,0

Prever e se preparar, eis o segredo

Diariamente, os noticiários nos apresentam casos de acidentes e desentendimentos no trânsito, sendo o primeiro [os primeiros] muitas vezes causado [causados] pelos mesmos fatores que o segundo [os segundos] , ou sendo uma consequência trágica deste [destes] .

De fato, o individualismo de nossos motoristas impede-os de pensar em interesses e segurança alheios, pois estão sempre com pressa e precisam tirar o máximo de vantagem que puderem, sempre.

É essa cultura de benefício próprio, somada ao estresse diário, o que os coloca a [à] mercê de suas próprias emoções, afinal, após um dia de trabalho e em meio a um trânsito caótico, como temos visto na maioria das grandes cidades do nosso país, é difícil controlar os instintos e agir racionalmente, porém, é exatamente essa capacidade que diferencia o motorista preparado dos demais.

Esse preparo consiste em prever possíveis deslizes e desentendimentos e orientar seu comportamento diante de determinada situação. Uma vez que estamos cientes do que pode acontecer, nosso comportamento não será mais instintivo e sim racional.

Assim, os mesmos impasses que geralmente são incendiados por buzinas ou palavrões podem ser contornados de maneira menos explícita, pois, já eram esperados. Essa racionalidade no trânsito depende da preocupação de cada condutor consigo mesmo e com os demais condutores, afinal, trata-se de um ambiente de integração que, devido a isso, depende do bom comportamento de todos.

Portanto, antes de irritar-se com possíveis deslizes de terceiros, ou dirigir a alguém ofensas verbais, analise sua forma de condução e principalmente seu controle emocional. Se cada motorista preocupar-se com a boa condução de seu veículo, reduziremos os motivos para possíveis desentendimentos e consequentemente, os próprios desentendimentos, alterando, assim, o estereótipo agressivo que é atribuído aos motoristas brasileiros.

Comentário geral

Bom texto, de modo geral: estrutura coerente e conclusão decorrente do conteúdo analisado. Para evitar os trechos vagos, o autor deve rever a escolha lexical e tornar a análise mais precisa, objetiva.

Aspectos pontuais

1) Primeiro parágrafo: faz uma constatação mas não apresenta uma tese, como caberia à introdução.

2) Segundo parágrafo: parágrafo impreciso: os motoristas querem tirar vantagem de quê?

3) Terceiro e quinto parágrafo: observe a imprecisão dos trechos em vermelho: motorista preparado para quê? Por quem? Como é que se contorna um impasse de modo menos explícito?

4) Quinto parágrafo: não se deve conversar com o leitor, dar-lhe conselhos.

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.2,0
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.1,0
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.1,0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,5
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1,5
Total 7,0

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host