UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Banco de redações

Redação

Aluno:***

Idade:***

Colégio:***

7,5

(Sem título 019)

Há uma passagem bíblica que diz: “bebei-vos, mas não vos embebedeis”. Para que a pessoa possa ter o discernimento sobre o limite de álcool que pode ingerir, ela deve ter maturidade, e ainda deve ter autocontrole. Como o que se observar [observa] constantemente nos telejornais é uma ausência de responsabilidade individual com a segurança própria e dos outros, se faz [faz-se] necessário que o estado regule e restrinja o consumo das bebidas alcoólicas.

Nas portas da maioria das “baladas” para menores, o que se vê é um consumo exagerado de vodca, cachaça e cerveja, por adolescentes. Ainda imaturos psicologicamente [psicológica] e fisicamente, eles têm um aumento na vulnerabilidade, o que os torna mais disponíveis a [à] dependência do álcool. Caso se concretize esse pensamento, teremos em vinte anos uma boa porcentagem de alcoólatras no Brasil, e com isso um aumento relevante nos gastos do Sistema Único de Saúde (SUS), no tratamento a dependentes.

A mídia televisiva quase que semanalmente noticia acidentes de trânsito que têm o consumo de bebidas alcoólicas associado [relacionados ao consumo de bebidas alcoólicas] , além disso o etanol está vinculado à violência doméstica, pequenos furtos, brigas e até homicídios.

O crack é uma droga que invadiu o país e vem formando um exército de usuários, que vem minando nosso contingente de cidadãos produtivos. Nas clínicas especializadas, é difícil encontrar um dependente que teve seu início no mundo das drogas pelo crack, normalmente a porta de entrada é o álcool e posteriormente vêm as demais.

Enquanto houver um consumo descontrolado de etanol por menores de dezoito anos, pessoas que transformam seus veículos em armas e acesso fácil para drogas ilícitas,
o governo deve traçar planos e se for o caso leis para limitar o consumo do álcool.
 

Comentário geral

Texto bem escrito e com bom conteúdo argumentativo. Os problemas aparecem nos últimos parágrafos, quando se percebe um descuido com a sequência dos dados, comprometendo a clareza.
 

Aspectos pontuais

1) título: é importante nomear o texto, pois além de isso dar identidade à produção, é também um aspecto argumentativo que atrai o leitor.

2) Quarto parágrafo: houve uma quebra lógica no texto, ao se falar do crack. O melhor seria trazer a informação final para o início do parágrafo, estabelecendo coesão entre as partes do texto.

3) Quinto parágrafo: ideias mal relacionadas (condição temporal e proposta de ação): se o problema já foi constatado, basta expor as medidas a serem tomadas, mas isso deve estar mais desenvolvido, mais explicado (que leis? Que planos?).

Competências avaliadas

CompetênciaNota
1.Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita.1,5
2.Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.1,5
3.Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.2,0
4.Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.1,5
5.Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.1,0
Total 7,5

Desempenho do aluno em cada competência

Nota 2,0 - Satisfatório Nota 0,5 - Fraco
Nota 1,5 - Bom Nota 0,0 - Insatisfatório
Nota 1,0 - Regular
Leia a proposta completa
Leia outras redações avaliadas
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host