Topo

Banco de Redações

O UOL corrige e comenta 20 redações. Envie a sua sobre o tema da vez


REDAÇÕES CORRIGIDAS - Maio/2019 O que é mais importante para vencer na vida?

Redação corrigida 880

O estudo é a base para melhorar de vida

Inconsistente Erro Correção

Com os avanços que a sociedade deu em tecnologia, nas últimas décadas, o estudo se tornou indispensável para quem deseja progredir na vida. Apesar disso, recente pesquisa realizada pela Datafolha demonstra que o brasileiro considera ele o considera em segundo plano em comparação com a fé religiosa.

A rede mundial de computadores, desde sua criação nos anos 89 e 90, trouxe consigo muitas tecnologias e avanços em muitas áreas como na Medicina medicina, na indústria e no serviço público. Nos hospitais e Laboratórios laboratórios, os equipamentos modernos, como os de ressonância magnética, auxiliam muito no tratamento e prevenção da Saúde saúde. Na indústria automobilística, os robôs assumem os postos de trabalhadores os postos, que, outrora, eram de pessoas. Já no serviço público, os processos, do poder judiciário, por exemplo, são, em sua maioria, totalmente eletrônicos.

Pelo exposto, os profissionais que desejam atuar nessas e em diversas outras áreas necessitam de qualificação adequada, ou seja, estudo. Ademais, não basta tê-lo de forma superficial, é necessário o maior número de conhecimento possível na área em que se deseja atuar.

Nesse contexto, e, pensando num futuro ainda mais avançado com tecnologias em todos os setores da economia, fica evidente que o estudo é pilar fundamental para quem queira melhorar de vida.

Por fim, apesar dos de os brasileiros serem religiosos, em sua maioria, e de terem fé em Deus, não se pode esperar que a religião, através dessa fé, possa substituir a busca individual da qualificação, do conhecimento e da Inteligência inteligência, que levará o indivíduo a alcançar os sonhos e planos traçados para a vida.

Comentário geral

Texto muito bom, um pouco prejudicado pelos aspectos pontuais comentados nas competências.

Competências

  • 1) Há um certo número de problemas de linguagem e erros gramaticais, oriundos da linguagem coloquial, que impedem a atribuição da nota máxima. Outros corretores talvez relevassem isso, mas preferimos apontar os problemas e penalizá-los no sentido de alertar o autor e os leitores.
  • 2) Todas as exigências desta competência foram cumpridas. O autor entendeu plenamente o tema e desenvolveu sobre ele uma dissertação inequivocamenete argumentativa.
  • 3) A argumentação é clara e sólida: a fé não substitui o estudo para vencer na vida numa sociedade tecnológica como a nossa. Pode-se discordar do autor, mas ele soube apresentar o seu ponto de vista e defendê-lo com um raciocínio bem construído.
  • 4) Aqui, também, o autor não recebe a nota máxima pela falta de coesão existente entre o primeiro e o segundo parágrafo. Ele deveria ter finalizado o primeiro parágrafo, por exemplo, com uma pergunta que fizesse a transição entre a exposição do assunto e a reflexão que se desenvolve a seguir.
  • 5) O autor não se importou em apresentar uma sugestão de solução para o problema apresentado. O que se pode fazer para os brasileiros constatarem a importância dos estudos, que o autor considera fundamental para fazer na vida?

Competências avaliadas

As notas são definidas segundo os critérios da pontuação do MEC
Título nota (0 a 1000)
Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita. 160
Compreender a proposta da redação e aplicar conceito das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. 200
Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. 200
Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação. 160
Elaborar a proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural. 160
Nota final 880

Redações corrigidas

Título nota (0 a 1000)

Os textos desse bloco foram elaborados por internautas que desenvolveram a proposta apresentada pelo UOL para este mês. A seleção e avaliação foi feita por uma equipe de professores associada ao Banco de redações.

Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012.

Copyright UOL. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução apenas em trabalhos escolares, sem fins comerciais e desde que com o devido crédito ao UOL e aos autores.