Poeta brasileiro

Augusto Frederico Schmidt

18 de abril de 1906, Rio de Janeiro, RJ (Brasil)<br> 8 de fevereiro de 1965, Rio de Janeiro, RJ (Brasil)​





Autor Da Página 3 Pedagogia & Comunicação




  • [creditofoto]

    Augusto Frederico Schmidt, além de poeta, foi também editor

    Augusto Frederico Schmidt, além de poeta, foi também editor

Além de poeta, Augusto Frederico Schmidt foi editor e político. Considerado importante lírico brasileiro, sua poesia é grandiloquente e discursiva; e frequentemente utiliza o versículo bíblico. Romântico e nostálgico, seus temas preferidos são o mar, a noite, a morte, a solidão, o mistério do destino do homem.

Entre 1924 e 1926, Augusto Frederico Schmidt residiu em São Paulo, ligando-se ao grupo modernista. É quando publica seu primeiro livro, Canto do Brasileiro Augusto Frederico Schmidt.

A seguir, funda uma editora e torna-se um dos grandes divulgadores do Modernismo; e, depois, da literatura do Nordeste. Em 1934, casou-se com Ieda Ovalle Lemos, sobrinha do compositor Jaime Ovalle.

Publicou Canto do liberto Augusto Frederico Schmidt (1929), Navio perdido (1929), Pássaro cego (1930) e Canto da noite (1934), dentre outros.

Escreveu ainda as crônicas de O galo branco (1948) e As florestas (1959)
 

Enciclopédia Mirador Internacional

UOL Cursos Online

Todos os cursos