UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Cineastas norte-americanos

Joel e Ethan Coen

Joel Coen - 29/11/1954 - St. Louis Park, Minneapolis, Minnesota (EUA)
Ethan Coen - 21/09/1957 - St. Louis Park, Minneapolis, Minnesota (EUA)

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação
Conhecidos como Irmãos Coen, Joel e Ethan Coen já ganharam o Oscar em quatro ocasiões. Trabalhando em dupla nos roteiros, na produção e na direção, ainda que apareçam com créditos diferentes nos filmes, são chamados de "diretor bicéfalo".

Joel e Ethan cresceram em St. Louis Park, um subúrbio de Minneapolis, Estado de Minnesota (EUA). O pai, Edward Coen, era catedrático de economia da Universidade de Minnesota, e a mãe, Rea Coen, historiadora de arte da Universidade St. Cloud State.

Quando crianças, Joel conseguiu comprar sua primeira câmera super-8 guardando o dinheiro que ganhava para cortar a grama dos vizinhos. Os dois irmãos graduaram-se pelo Simon's Rock Early College (atualmente Bard College at Simon's Rock), em Great Barrington, Estado de Massachusetts. A seguir, Joel passou quatro anos estudando no programa de cinema da Universidade de Nova York. Quanto a Ethan, formou-se em filosofia na Universidade de Princenton, em 1979.

Joel Coen é casado com a atriz Frances McDormand (que atua em vários dos filmes do marido) desde 1984. Ethan Coen casou-se com a editora Tricia Cooke. Os casais vivem em Nova York.

Humor seco e ironia

Em 1984, os irmãos escreveram e dirigiram seu primeiro filme, Blood simple (Gosto de sangue), que recebeu o prêmio de direção no Festival de Sundance e o Independent Spirit Awards. Voltaram a trabalhar juntos em Raising Arizona (Arizona nunca mais), lançado em 1987. O filme é uma amostra do humor negro dos diretores.

A cada novo filme, a reputação dos irmãos crescia. Mas o passo principal foi dado com Barton Fink, de 1991. O filme foi um êxito de crítica e ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cannes.

Outro grande sucesso da dupla foi Fargo, de 1996, um thriller de humor negro. Êxito comercial e de crítica, o filme recebeu vários prêmios. Dentre eles, o de melhor direção do Festival de Cannes e o Oscar de melhor atriz para Frances McDormand, no papel da policial grávida Frances McDormand.

Em seguida, vieram O grande Lebowski, O Brother, Where Art Thou? (E aí, meu irmão, cadê você?), The Man Who Wasn't There (O homem que não estava lá), Intolerable Cruelty (O amor custa caro), The Ladykillers (O matador de velhinhas) e Paris, je t'aime (Paris, te amo).

Em novembro de 2007 os irmãos Coen lançaram No Country for Old Men (Onde os fracos não têm vez), baseado no romance escrito por Cormac McCarthy. O filme recebeu quatro Prêmios Oscar: melhor filme, melhor direção, melhor roteiro adaptado e melhor ator coadjuvante. Em 2008, os diretores apresentaram Burn After Reading (Queime depois de ler), uma corrosiva e bem humorada crítica à sociedade e aos serviços de espionagem norte-americanos.

Com grande influência do cine noir, os irmãos Coen combinam humor seco e ironia - e consideram-se influenciados por escritores como Dashiell Hammett, Raymond Chandler e James M. Cain.

Folha de S. Paulo e New York Times

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host