UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Peter Handke
Escritor austríaco
6-12-1942, Griffen, Kärnten

Do Klick Educação

Após interromper seus estudos de direito, Handke chamou a atenção do mundo literário em 1966 devido a sua saída intempestiva do Grupo 47, em sinal de protesto contra a concepção limitada da literatura, acusando os autores contemporâneos de "impotência para a descrição". Opunha-lhes seu próprio programa de reconstrução estética da literatura e um novo reconhecimento da capacidade de provocação da linguagem. Essa posição ficou claramente ilustrada nas suas peças teatrais Insultos ao Público (1966) e Kaspar (1968), nas quais se mostrava partidário do intimismo (nova subjetividade). Handke manifestou-se igualmente provocador em obras como Uma Viagem aos Rios Danúbio, Save, Morávia e Drina: Justiça para a Sérvia (1966), um livro controverso de viagens em que o autor tenta formular uma imagem oposta à que os repórteres de guerra ocidentais apresentam, em geral hostil aos sérvios. Outras de suas obras mais importantes são a coletânea de contos intitulada A Angústia do Goleiro Diante do Pênalti (1970), com versão cinematográfica de Wim Wenders de 1971, com o nome de O Medo do Goleiro Diante do Pênalti; A Mulher Canhota (1976), transposto para o cinema pelo próprio Handke em 1977; A Tarde de Um Escritor (1987); A Ausência (1987); e a peça de teatro A Hora em Que Não Sabíamos Nada Uns dos Outros (1992).
Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host