UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Biografias

Presidente dos EUA entre 1963 e 1968

Lyndon B. Johnson

27/08/1908, Texas
22/01/1973, Texas

Da Redação
Em São Paulo

Lyndon B. Johnson, um dos mais hábeis políticos que já habitaram a Casa Branca, sucedeu John Kennedy após sua morte em 1963. Mais do que conduzir os projetos sociais de Kennedy, Johnson os radicalizou, fazendo uma verdadeira reforma constitucional para garantir direitos sociais aos americanos pobres. Trata-se do belíssimo projeto "Great Society" (grande sociedade).

Johnson nasceu em 1908, na região central do Texas, não distante de Johnson City, cidade que sua família ajudou a estabelecer. Ele sentiu o aperto da pobreza rural enquanto crescia, trabalhando para custear seu estudo na Southwest Texas State Teachers College.

Ele aprendeu a ter compaixão pela pobreza dos outros enquanto lecionava para alunos de origem mexicana. Em 1937, ele fez uma campanha bem-sucedida para chegar à Câmara dos Deputados com uma plataforma baseada no "New Deal", e durante a Segunda Guerra Mundial ele serviu na Marinha, obtendo uma Estrela de Prata no Sul do Pacífico.

Após seis mandatos na Câmara, Johnson foi eleito para o Senado. Em 1954, ele se tornou o líder da maioria democrata e obteve a aprovação de uma série de medidas chaves de Eisenhower. Ele foi eleito vice-presidente na chapa de Kennedy em 1960.

Quando Johnson prestou o juramento como presidente após o assassinato de Kennedy, ele obteve a aprovação das medidas que o presidente Kennedy pedia -uma nova carta de direitos civis e um corte de impostos. Ele pediu ao país para "construir uma grande sociedade, um local onde o significado da vida do homem se equipare às maravilhas do trabalho do homem", numa alusão à fase de enorme conforto material que os EUA atravessavam no período.

Em seus primeiros anos de governo, Lyndon B. Johnson obteve a aprovação de um dos mais extensos programas legislativos da história do país. Mantendo a segurança coletiva, ele se empenhou na luta para conter o avanço comunista no Vietnã, aumentando a presença militar americana no país.

Lyndon Johnson teve uma retumbante vitória nas eleições presidenciais de 1964, quando bateu um republicano arquiconservador. Sua principal bandeira era o projeto "Grande Sociedade", que se tornou sua agenda para o Congresso em janeiro de 1965.

O programa defendia ajuda à educação, ataque a doenças, Medicare (atendimento de saúde para maiores de 65 anos), reforma urbana, embelezamento, conservação e desenvolvimento de regiões depreciadas, uma luta em grande escala contra a pobreza, controle e prevenção do crime e da delinqüência, e remoção dos obstáculos ao direito de voto. O Congresso, às vezes aumentando ou emendando, aprovou as recomendações. Milhões de idosos obtiveram ajuda graças à emenda de 1965 do Medicare.

Sob o governo de Johnson, o país fez explorações espetaculares no espaço. Quando três astronautas orbitaram com sucesso a Lua em dezembro de 1968, Johnson os parabenizou: "Vocês levaram... todos nós, de todo o mundo, a uma nova era..."

Mas duas crises vinham ganhando força desde 1965. Apesar dos melhores esforços de Johnson, a agitação nas comunidades negras, que causava tensão no país, e a Guerra do Vietnã.

A controvérsia em torno da guerra se tornou aguda no final de março de 1968, quando o presidente limitou o bombardeio ao Vietnã do Norte para poder iniciar negociações. Ao mesmo tempo, ele surpreendeu o mundo ao abandonar a candidatura à sua provável reeleição para que pudesse se dedicar integralmente, sem ser atrapalhado pela política, à busca da paz.

Quando ele deixou o cargo, as negociações de paz estavam em andamento; mas ele não sobreviveu para ver seu sucesso, pois morreu repentinamente de ataque cardíaco, em seu rancho no Texas, em 1973.

Com informações da The White House Historical Association

Compartilhe:

    Receba notícias

    Lição de Casa Dicionários

    Aulete

    Português

    Houaiss

    Português

    Michaelis


    Tradutor Babylon


    Shopping UOL

    Hospedagem: UOL Host