Topo

Biografias


Xenofonte Historiador, soldado e escritor grego

Da Página 3 Pedagogia & Comunicação

10/08/2005 15h14

Sócrates não escreveu. O que sabemos sobre ele é fruto principalmente de dois dos seus discípulos: Platão e Xenofonte, este último considerado um dos principais biógrafos da Antigüidade.

Seu livro "Ditos e Feitos memoráveis de Sócrates", embora muito menos profundo que as obras de Platão, é a segunda fonte mais importante sobre a pessoa e o pensamento de Sócrates. Na obra, Xenofonte apresenta Sócrates como conhecedor de diversos assuntos que não faziam parte das matérias usualmente ensinadas pelos professores de Atenas.

Todas as obras de Xenofonte foram conservadas.Costuma-se dividi-las em três grupos: as históricas ("Anábase", "Helênicas", "A Educação de Ciro"); as socráticas ("Memoráveis", "Apologia de Sócrates", "O Banquete", "Econômico") e as menores ("A Constituição dos Lacedemônios", "O Comandante de Cavalaria", "Hieron", "Da Equitação", "As Rendas").

Sua concepção de vida, tradicionalista, aristocrática e antidemocrática, seguia as idéias espartanas. Como bom ateniense, de personalidade marcante, gostava de discutir e argumentar seus pensamentos e atos. Seu estilo simples, elegante e correto é um marco da literatura grega.

Em 396, três anos após a morte de Sócrates, a serviço dos espartanos, foi banido de Atenas. No exílio, perto de Olímpia, teria escrito grande parte de sua obra.