Topo

Educação

Pesquisa escolar


4 de novembro - Os inventores também têm o seu dia

Heidi Strecker* - Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Eureka! Achei! Achei!

Dizem que o filósofo grego Arquimedes gritou essas palavras quando, dentro de uma banheira, descobriu a lei do empuxo (que diz que todo corpo mergulhado num fluido sofre uma força de baixo para cima).

Foi o primeiro inventor. Ou não? Dizem que a roda, muito tempo antes, foi a maior invenção de todos os tempos. E o que dizer de quem inventou o alfabeto?

As grandes invenções não param de acontecer. Johann Gutemberg inventou a imprensa. A partir daí surgiram os livros e os jornais. Dizem que o grande pintor Leonardo da Vinci inventou o a boia, o robô, a bicicleta e o paraquedas. James Watt inventou a máquina a vapor. Depois foi a eletricidade, o telégrafo, a fotografia, o telefone, o cinema.

Mas o que dizer daqueles que todos os dias pensam em algum jeito novo de fazer as coisas?

Meu pai, por exemplo, era metido a inventor. Inventou um dia um tijolo feito de arroz. Ficávamos observando aquela pilha de tijolos atravancando o quintal. Levíssimos. Ah, sim, mais resistentes e mais baratos. Mas coisa pior aconteceu quando a lavanderia de casa ficou inundada. Era água pra todo lado. É que o inventor tinha embutido uma máquina de lavar na parede! Pra ocupar menos espaço - dizia.

Mas a paixão dele eram as máquinas. Ainda não existia o computador e a máquina de escrever era um grande invento. Papai cismou de fazer uma máquina diferente: em vez de o papel rodar pelo carro da máquina, era a máquina que andava por cima do papel. Era engraçado! Depois ele inventou um método pra ensinar a digitar. Ele cobria as teclas com tinta colorida. Dessa vez o método funcionou, foi até industrializado.

Um dia, finalmente, depois de muito errar e tentar de novo, ele (que era professor) inventou um novo método de alfabetização. Deu certo! Muita gente passou a aprender a ler e escrever pelo método natural de alfabetização. Eureka!

Sempre tem um jeito novo de fazer as coisas. Sempre tem coisas novas para se inventar. Você já inventou o quê?

Dia 4 de novembro é o seu dia! Viva o inventor!

*Heidi Strecker é filósofa e educadora.

Mais Pesquisa escolar