Artes

Arquitetura (1): A finalidade das construções

Valéria Peixoto de Alencar*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Por que o homem constrói cabanas, casas e prédios? Quais os propósitos da arquitetura? A maioria das pessoas dirá provavelmente que a arquitetura nasceu para a construção de abrigos, esquecendo o significado das construções. Afinal, as primeiras construções eram habitações, e as pessoas precisavam de abrigos para sobreviver. Mas abrigar não é a única função de uma casa.



Instituto Socioambiental

O ambiente construído tem vários objetivos: abrigar as atividades e os bens das pessoas que habitam determinado espaço, proteger os moradores contra outros seres humanos, animais ou mesmo de "males" sobrenaturais (é o caso, por exemplo, dos templos), promover a integração de um grupo, reforçar a identidade social e indicar status.



Vivendo em comunidade

Na foto acima, tem-se a vista aérea de uma aldeia enawene nawe, na região da Amazônia, onde, em 1993, habitavam cerca de 300 indivíduos. Ou seja, pode-se imaginar que em cada casa moram de 20 a 30 pessoas, mais de uma família.

Observe que existem casas maiores que outras. São casas comunais e seus habitantes são responsáveis por sua construção. A disposição das casas da aldeia, formando quase um círculo, não é por acaso.

Nessa aldeia, vive-se em comunidade, e a área central é um espaço coletivo de convivência. A construção do centro, diferente das outras, não é moradia, mas sim um espaço onde são guardados objetos cerimoniais. Apenas observando a disposição e o formato das construções, podemos observar que a arquitetura cumpre mais objetivos do que construir moradias.



Origens da arquitetura

As primeiras construções de que sabemos remontam aos hominídeos, na pré-história. Esses nossos antepassados construíram abrigos de forma semicircular, utilizando pedras. Como este, conhecido como a Cabana de Terra Amata, cujos vestígios arqueológicos foram encontrados em Nice, na França.




Instituto Socioambiental


O homem planeja e constrói há muito tempo e, certamente, as origens da arquitetura são mais antigas que a aparição daquele que foi considerado o primeiro arquiteto - o projetista de uma pirâmide em degraus do Egito.

Os ambientes, de modo geral, em arquitetura, são projetados, ou seja, englobam decisões e escolhas humanas. Todos os ambientes resultam de escolhas feitas entre as alternativas possíveis e tendem a ser o reflexo da cultura de um povo.

Mais uma vez, pode-se perceber que a função da arquitetura vai muito além da idéia de abrigo. Ela pode prover ambientes para determinadas atividades, ser um símbolo de força, oferecer privacidade, fornecer informação e expressar crenças. A arquitetura pode também ajudar a estabelecer a identidade individual ou de um grupo, separando domínios e determinando distinção entre o aqui e o ali.



 

Valéria Peixoto de Alencar*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação *Valéria Peixoto de Alencar é historiadora formada pela USP e cursa o mestrado em artes no Instituto de Artes da Unesp. É uma das autoras do livro "Arte-Educação: Experiências, Questões e Possibilidades" (Editora Expressão e Arte).

UOL Cursos Online

Todos os cursos