UOL EducaçãoUOL Educação
UOL BUSCA

Onde Estudar > Intercâmbio

26/10/2007 - 00h00

Japão

O que dizem os brasileiros que já estudaram no país

Da redação
Em São Paulo
Cristina Mika Ito, 27, assistente de marketing, de São Paulo
"Decidi ir ao Japão por dois motivos: por ser a terra natal dos meus pais e por ser um dos poucos países que oferecem bolsa de estudos de 100% (passagem, moradia e alimentação). Apesar de ser descendente de japonês, tive um choque cultural muito grande, mas aprendi muito sobre o comportamento e cultura dos japoneses, além de ter aperfeiçoado os meus conhecimentos na língua."

Eric Funabashi, 26, publicitário, de São Paulo (SP)
"Fui estudar no exterior em busca de novas experiências e de aprendizado profissional e pessoal. Escolhi o Japão como destino, principalmente, por causa do desafio. A língua inglesa é falada em muitos lugares. Buscava o aprendizado de um idioma diferenciado. Além disso, sempre tive a curiosidade de conhecer a cultura e o país dos meus antepassados."

Camila Guilherme da Silva Eleutério, 22, estudante de letras, de Assis (SP)
"Além de estudar a língua há algum tempo, sempre me interessei pela cultura japonesa. Nada melhor do que aprender ambos no país."

Fábio Jun Murakami, 28, designer, de São Paulo (SP)
"Decidi estudar no Japão por dois motivos: vontade de voltar ao país e me aperfeiçoar em minha profissão. Tinha ido pra lá por duas vezes trabalhar nas férias da faculdade, e o fascínio pela cultura japonesa já me fazia vislumbrar futuras visitas. Quando surgiu a oportunidade de uma bolsa de estudos, sabia que deveria agarrá-la, e minha intuição não falhou. Foi uma experiência sensacional que englobou não apenas o aspecto profissional, mas também o pessoal."

Guilherme Mizuno, 29, administrador, de São Paulo (SP)
"Como meu pai estava morando no Japão, aproveitei a oportunidade para conhecer outras culturas. Além de fazer um curso de japonês para estrangeiros -o que se tornou um diferencial no meu currículo-, trabalhei no país para juntar uma graninha. Os reflexos dessa viagem se estendem até hoje, principalmente no campo profissional. Querendo ou não é um critério de desempate em uma entrevista. "

Renata Oliveira Costa, 29, pedagoga, de São Paulo (SP)
"Depois de muitas pesquisas, descobri que o Japão é um país que se preocupa com a formação de professores especialistas -o que é muito importante para a minha carreira."

Veja também:

  • Governo japonês oferece auxílio para estudantes estrangeiros
  • Os textos publicados antes de 1º de janeiro de 2009 não seguem o novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. A grafia vigente até então e a da reforma ortográfica serão aceitas até 2012

    Compartilhe:

      Receba notícias

      Fotos

      Veja outros países

      Testes de Idiomas

      Avalie sua habilidade
      em língua estrangeira

      Destinos

      Leia curiosidades sobre outros países:

      Shopping UOL

      Hospedagem: UOL Host