PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Cursinho encontra questões erradas e imprecisões na prova do Enem 2009 que vazou

Simone Harnik<BR>Ana Okada<BR>Em São Paulo

03/10/2009 06h04

Professores do curso Objetivo identificaram problemas na prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009 que sofreu vazamento. O exame foi divulgado na noite desta quinta-feira (1º), pelo MEC (Ministério da Educação). Entre as críticas, está a falta de revisão final da prova.

"Em geografia, na questão 76, falta uma palavra no final da alternativa "E". É possível chegar à resposta por eliminação, mas não está correto", afirma Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora do pré-vestibular.

Reprodução
Reprodução da capa da prova de ciências da natureza e de ciências humanas do Enem 2009 que sofreu vazamento
BAIXE A PROVA DO 1º DIA
BAIXE A PROVA DO 2º DIA
VEJA O GABARITO
Em matemática, o coordenador da disciplina no cursinho, Giuseppe Nobilioni, encontrou um teste que não oferecia alternativas corretas, em sua avaliação. "A pergunta de número 79 tem como resultado três oitavos. Não há nenhuma resposta com esse valor. O gabarito sugere que o correto seria um quarto", diz.

Português

Também na prova de linguagens foram identificadas imprecisões, segundo o professor de português, Francisco Achcar. O teste 37, que trata de uma letra de Gilberto Gil, oferecia duas alternativas corretas: a "B" e a "E", mas o gabarito só considerava a última.

Para ele, incorreto também estava o teste 38, cuja resposta oficial era a alternativa "D". "Na alternativa dada como correta fala-se em 'ponto de vista distanciado e analítico acerca do cotidiano'. Não se entende como possa ser considerado 'distanciado' o ponto de vista do eu lírico, que se exprime de maneira fortemente emotiva por meio do relato de uma situação íntima, subjetiva", argumenta.

Já para o professor de português Francisco Platão Savioli, do Anglo Vestibulares, as respostas das questões 37 e 38 dadas pelo gabarito oficial do Enem estão de acordo com a proposta pedida.

O que você achou das provas do Enem divulgadas pelo MEC?


Erro no uso dos "porquês"

Achcar ainda localizou dois problemas de uso dos "porquês", na questão 19. "O gene pode indicar porque e como as pessoas aprendem a se comunicar e a se expressar e porque algumas crianças têm disfunções nessa área", diz o texto da pergunta. Na frase, as duas ocorrências de "porque" estão incorretas. A norma culta pede o uso de "por que", neste caso.

"Os examinadores cometem um deslize. Se cobram o código culto, eles mesmos tinham de praticar", aponta.

O UOL Educação enviou os comentários dos professores à assessoria de imprensa do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), às 21h desta sexta-feira (2).


Leia mais
Confira 20 perguntas e respostas sobre o novo Enem
Banco de Redações: treine para a redação do Enem
Não há perspectiva de substituir primeira fase da Fuvest por novo Enem
Conselho aprova uso do novo Enem em vestibulares de Institutos Federais
Inglês fica de fora do novo Enem em 2009, diz MEC
Novo Enem é ruim para avaliar a qualidade do ensino médio, diz pesquisadora
Mapa Enem 2008: veja onde ficam as 20 melhores escolas
No Enem 2008, 74,3% das escolas do país ficam abaixo da média nacional
RS tem mais escolas com bom desempenho no Enem 2008; veja a situação de seu Estado
Desempenho de escolas estaduais é prejudicado por baixo investimento, diz ministro
Melhor do Brasil no Enem 2008 tem ensino integral e faz prova aos sábados
Rio emplaca sete escolas entre as melhores; veja ranking por Estado

Vestibular