PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Estudantes do Rio de Janeiro consideram primeira prova do Enem fácil

Sandro Favarato<br>Especial para o UOL Educação

No Rio de Janeiro

06/11/2010 18h07

Uma prova tranquila mas cansativa. Essa foi a resposta dada pela maioria dos estudantes que terminaram a primeira prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) neste sábado, em um faculdade localizada na zona norte do Rio de Janeiro.

O primeiro dia contou com provas sobre Ciências Humanas e Ciências da Natureza. O jovem Hugo Monteiro, de 17 anos, foi o primeiro a terminar o exame, aproximadamente duas horas após o início da prova.  Com um semblante calmo, Hugo foi taxativo nas palavras: “Foi uma boa prova, estou tranquilo”, resumiu.

Logo em seguida, foi a vez de Fabiana Ferreira, de 25 anos, atravessar os portões e sair da faculdade. A estudante considerou a prova fácil, com bastante leitura e disse não  ter se incomodado com a proibição do uso de lápis e borracha: “Tinham áreas de rascunho que possibilitavam o estudante a fazer os cálculos”, comentou Fabiana

O mesmo exemplo foi dado por Laís de Souza, de 18 anos. A estudante, no entanto, mostrou-se apreensiva para a prova deste domingo, que contará com redação, e teme pela falta de espaço na hora de fazer o rascunho: “Ao fim da prova havia uma folha e meia em branco, onde podíamos fazer o rascunho, mas amanhã com redação e matemática, o espaço será insuficiente”.

Um outro detalhe que deixou os estudantes insatisfeitos foi a proibição do relógio. Jorge Estrupiano, de 17 anos, declarou à nossa reportagem que os estudantes em sua sala ficaram totalmente perdidos em relação ao tempo de término da prova. “ Os fiscais não falavam o horário da prova em momento algum, e isso acaba te deixando nervoso”, comentou o estudante.

A confusão com os gabaritos foi minimizada pela maioria dos estudantes. De acordo com todos ouvidos por nossa reportagem, os fiscais avisaram a todos sobre o erro na produção do gabarito.

Vestibular