PUBLICIDADE
Topo

Educação

Vestibular


Inep estuda 27 e 28 de novembro ou 4 e 5 de dezembro para reaplicar Enem para alunos prejudicados

Camila Campanerut

Em Brasília

08/11/2010 13h10

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) estuda aplicar uma nova prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para quem foi prejudicado pelos erros no caderno amarelo em 27 e 28 de novembro ou em 4 e 5 de dezembro. Cerca de 2 mil candidatos podem ter que fazer a nova prova.

Nas datas de novembro, estão previstas a primeira fase da Fuvest, em São Paulo, e provas da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte), UFRR (Universidade Federal de Roraima), Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), UFLA (Universidade Federal de Lavras) e da Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina).

Já em dezembro, estão no calendário as provas da UFPR (Universidade Federal do Paraná), UFV (Universidade Federal de Viçosa), Fatecs (Faculdades de Tecnologia de SP), UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), Uneb (Universidade do Estado da Bahia), Acafe-SC (consórcio de universidades de Santa Catarina), UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro), UEMG (Universidade do Estado de Minas Gerais) e da Uece (Universidade Estadual do Ceará).

Entenda o caso

Estudantes identificaram problemas nos cadernos de provas e nos gabaritos do Enem, que foi aplicado nos dias 6 e 7 de novembro. Nos cadernos amarelos, havia questões repetidas e faltantes. Já nas folhas de resposta, os cabeçalhos dos testes de ciências da natureza e ciências humanas vieram trocados.

Vestibular