Topo

Vestibular


DPU vai se juntar ao MPF em ação que pede suspensão do Enem

Da Redação

Em São Paulo

2010-11-10T20:29:46

10/11/2010 20h29

A DPU (Defensoria Pública da União) vai ingressar como co-autora na ação que suspendeu o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010, em conjunto com o MPF (Ministério Público Federal). A defensoria do Distrito Federal enviou hoje (10) memorando para a DPU do Ceará, pedindo que esta ingresse no pedido de suspensão da prova.

De acordo com nota divulgada nesta quarta, a defensoria afirma que resolveu tomar "novas medidas" em relação à anulação, tendo em vista a demonstração de que o MEC (Ministério da Educação) não irá atender à recomendação de cancelamento do primeiro dia do Enem.

A prova do sábado (6) apresentou o cabeçalho do caderno de respostas invertido e erros de impressão e montagem na prova amarela. Em nota, a defensoria diz que visa "garantir o melhor atendimento ao cidadão". Eles estão recebendo relatos de estudantes prejudicados por erros no exame pelo e-mail enem2010@dpu.gov.br.

MEC vai recorrer
A AGU (Advocacia-Geral da União) anunciou hoje (10) que vai enviar na quinta-feira (11) as informações técnicas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010 para a juíza Karla Almeida Maia, do Ceará, que determinou a suspensão da prova e da divulgação dos gabaritos.

A expectativa do ministro da Educação, Fernando Haddad, é que a apresentação desses dados convença a magistrada a reverter a decisão. No material, devem seguir explicações sobre a TRI (Teoria de Resposta ao Item). A AGU defende que somente os alunos prejudicados pelos erros na prova façam um novo exame.

Mais Vestibular