Intercâmbio

Confira quais os melhores períodos do ano para fazer seu intercâmbio

Bruno Rico

Do UOL, em São Paulo

Escolher a hora certa de embarcar em uma viagem de intercâmbio pode representar economia e melhor adaptação. Chegar ao destino no verão, quando começam os anos letivos, é uma dica para quem quer criar laços sociais, já que o clima favorece o convívio.

Já quem quer economizar deve fugir do verão e da alta temporada, quando preços de passagem e estadia costumam subir.

Para cada tipo de curso, idioma, “high school”, graduação ou pós-graduação, existe um momento mais apropriado para viajar. Confira as recomendações de especialistas.

Idiomas

Os cursos de línguas são destinados a interessados a partir de 16 anos, ocorrem ao longo de todo o ano e têm início às segundas. Os valores não mudam de acordo com a data de embarque, e a estadia também costuma ser tabelada, no entanto, as passagens ficam mais caras na alta temporada.

“O mais indicado é evitar os períodos de férias de janeiro e julho”, afirma Fernanda Zocchio Semeoni, diretora de operações da Experimento. Nessas datas, há maior dificuldade em se conseguir vagas em alojamentos nas escolas.

Nos meses de agosto e setembro, as escolas de idiomas costumam fazer a atualização de preços, assim, um pacote comprado em meses anteriores mesmo que para viagens após a mudança de preços representa uma economia.

Trabalho mais estudos

Aliar estudos e trabalho pode ser uma forma de viabilizar o intercâmbio. Além do estudante entrar em contato direto com a cultura local, exercita a fluência no idioma em situações reais. Existem diversas opções para este tipo de experiência e a maioria pode ser realizada em qualquer data do ano e durante períodos variados, que vão de um mês a dois anos. Há programas de trainee, trabalho comum e voluntariado.

Programas envolvendo trabalho regular são mais comuns nos EUA e restringem-se ao período de férias das universidades, entre novembro e dezembro e entre janeiro, fevereiro e março. Neste caso, o visto requerido é o de trabalho.

Adolescentes

O intercâmbio em “high school” (equivalente ao ensino médio brasileiro) é destinado a alunos do ensino médio, com idades entre 14 e 18 anos. Os embarques ocorrem na véspera do retorno às aulas, em janeiro, julho ou agosto.

A experiência dura de cinco a seis meses, podendo ser prorrogada por mais um semestre.

Geralmente os estudantes que vão para o hemisfério norte embarcam no meio do ano, quando começa o ano letivo. Já para países do hemisfério sul o embarque costuma ser no início do ano.

Uma das vantagens é a adaptação quanto ao clima, pois o verão costuma ter temperaturas mais amenas para os brasileiros. “Como ainda é verão existe a possibilidade de realizarem mais atividades ao ar livre”, adiciona Felipe Jendiroba, diretor da agência de intercâmbio Intercultural.

Os preços de cursos não variam de acordo com o semestre.

O ideal é começar a preparação para a viagem pelo menos seis meses antes. A burocracia é extensa. Nesta fase, o interessado terá que definir o destino, a cidade (se tiver esta opção), realizar um exame de proficiência na língua do país, tirar visto de estudante, tomar as vacinas requeridas, definir um plano se saúde internacional, comprar as passagens, definir a casa de família em que vai se hospedar, pesquisar sobre a cultura do país e iniciar o pagamento do programa.

Graduação

Realizar um curso de graduação ou de pós-graduação no exterior não é simples nem barato. Dependendo do país, mesmo com recursos financeiros, o aluno tem que passar por provas que avaliam suas qualificações acadêmicas.

A aceitação ocorre mediante prova de proficiência na língua do país, provas específicas na área de estudo, cartas de recomendação de professores e documentações de todo o histórico acadêmico (que geralmente têm que passar por tradução juramentada).

Para o hemisfério norte, o período de inscrições e provas (application) tanto para graduação como pós é entre novembro e dezembro. O candidato geralmente fica sabendo da aprovação ou não entre fevereiro e abril. O ano letivo começa entre agosto e setembro.

Para o hemisfério sul, algumas universidades iniciam as inscrições em julho e realizam provas entre agosto e setembro, mas há casos de inscrições mais tarde, em outubro, por exemplo. Nesses casos, a prova geralmente ocorre em novembro. .

Independentemente do país, é importante que o aluno inicie o processo de inscrição ao menos seis meses antes. A documentação é normalmente extensa e exige bastante do intercambista. Em geral, o visto requerido é o de estudante.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos