Unesp

Estudantes da Unesp criam jogo educativo para ensinar crianças a fazer um prato saudável

Do UOL*, em São Paulo

Cinco estudantes de pedagogia da Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Jaboticabal criaram um jogo para ensinar crianças a como montar um prato saudável. O software é direcionado a alunos do último ano do ensino infantil e educandos do primeiro ciclo do ensino fundamental.

O objetivo principal do recurso didático é mostrar para a criança, de uma maneira descontraída, a importância de variar a alimentação ao mesmo tempo em que se come de uma forma saudável, explica Marcos Juinthi Koba Morise, um dos idealizadores do projeto junto com os colegas César Martorelli da Silveira, Clorivaldo de Oliveira Júnior, Sandra Possebon Gatti e Tais Maria Otsuko.

O jogo Lanche Saudável funciona da seguinte forma: elabora-se um prato a partir de diversos alimentos disponíveis, que estão divididos em tipos como frutas, saladas, carnes, leite e laticínios e guloseimas. Finalizada a montagem, a criança recebe uma análise daquela refeição, que alerta para a existência de algum tipo de alimento em excesso ou em falta.

“Em alguns casos, se a alimentação for considerada ideal, a criança recebe um elogio por ter feito as escolhas corretas”, explica Otsuko.

Ela também afirma que a iniciativa em desenvolver este software vem da necessidade apontada por recentes pesquisas que evidenciam um aumento de casos de obesidade infantil -- fato que pode levar um indivíduo a ser tornar um adulto acima do peso e, por consequência, comprometer sua saúde.

“Ainda, cada jogador tem um avatar, que pode mudar de humor, emagrecer ou engordar de acordo com as refeições escolhidas pela criança”, completa Morise.

Material pedagógico

Para Otsuko, o jogo pode ajudar o professor a repensar a metodologia de ensino, que deve ser menos conteudista. A tecnologia, segundo ela, pode ajudar neste processo, pois faz parte do dia a dia das crianças que costumam gostar de jogos de computadores, videogames, tablets e celulares desde muito pequenos. “Tivemos o cuidado de adequar a faixa etária das crianças às atividades do software, que ficaram coloridas, simplificadas, intuitivas e bastante funcionais”, reitera.

Esta foi a primeira empreitada dos cinco cursistas na área de jogos educativos. De acordo com Morise, unir tecnologia e educação é fundamental, e este trabalho deve ser explorado cada vez mais. Ele afirma, ainda, que o uso de jogos eletrônicos deve ser visto como ferramenta auxiliar de aprendizagem na abordagem teórica dos conteúdos em sala de aula.

Baixe o jogo Lanche Saudável aqui.

(* Com informações de Soraia Marino, da Unesp)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber as principais notícias do dia de graça pelo Facebook Messenger? Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos