PUBLICIDADE
Topo

Vestibular

Com redação sobre intolerância religiosa, provas do Enem terminam

Junior Lago/UOL
Imagem: Junior Lago/UOL

Do UOL, em São Paulo

06/11/2016 11h59Atualizada em 07/11/2016 02h00

As provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) terminaram às 19h desde domingo (6). Hoje, os candidatos responderam a 90 questões de múltipla escolha das provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias e escreveram uma redação, cujo tema foi "caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil"

Acompanhe a resolução comentada do segundo dia do Enem e o gabarito extraoficial, elaborados por professores do Curso e Colégio Objetivo.

Sábado marcado por ocupações e erro do Inep

O primeiro dia de prova do Enem foi marcado pelo aumento no número de locais em que as provas foram realizadas por causa das ocupações dos estudantes --de 364 para 405. Em função dos protestos, pelo menos 270 mil inscritos farão a prova em dezembro, nos dias 3 e 4.

O sábado também foi marcado por um "erro de comunicação" entre o Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e o consórcio aplicador do Enem. Por conta desse erro, ao menos duas escolas sediaram a prova do Enem, apesar de constarem da lista dos locais de prova divulgada pelo MEC em que o exame não seria realizado por conta das ocupações de estudantes. No total, os dois locais atenderiam 679 candidatos.

Apesar disso, o MEC minimizou os problemas e considerou o primeiro dia "tranquilo".

Os alunos das unidades afetadas não precisarão efetuar ou pagar uma segunda inscrição. Segundo o Inep, se outras escolas venham a ser ocupadas no decorrer do final de semana, o Enem também deve ser cancelado nestas unidades. Cabe ao coordenador local a avaliação sobre a segurança do exame.

Cemab Enem Cancelado - Pedro Ladeira/Folhapress - Pedro Ladeira/Folhapress
5.nov.2016 - Escola em Taguatinga (DF) estava na lista dos locais onde o Enem seria adiado, mas a prova foi realizada mesmo assim
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

O movimento dos estudantes secundaristas, iniciado há pouco mais de um mês em colégios públicos do Paraná, protesta contra a MP (Medida Provisória) 746, que trata da reforma do ensino médio, e a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 241, que fixa um teto de gastos à União pelos próximos 20 anos. O movimento ganhou força e se espalhou por outros Estados e até para universidades e institutos federais.

Entrem logo para não pagar de meme!

UOL Notícias

A prova do Enem no sábado

Segundo os professores, as provas do primeiro dia foram bem adaptadas ao tempo, com enunciados mais curtos do que o esperado. Entretanto, a dificuldade foi de "média" para "difícil".

"Alguns textos, embora mais curtos, eram bastante densos. Ou seja, é um texto que, embora menor, acaba sendo complicado e o candidato precisa reler para entender", explica a professora Vera Lúcia Antunes, do Curso e Colégio Objetivo.

Os alunos ouvidos pelo UOL consideraram as questões difíceis.

Como já acontece há alguns anos, os alunos foram para a internet após as provas para viralizar a hashtag #AprendiNoEnem, em que eles fazem piada com as questões. 

Vestibular